A criação de uma unidade na região da Serra da Caiçara se faz necessária para proteger os sítios arqueológicos e paleontológicos. Foto: IMA-AL

A criação de uma unidade na região da Serra da Caiçara será discutida em consultas públicas. Foto: IMA-AL


A partir da semana que vem, o Instituto de Meio Ambiente de Alagoas irá realizar as audiências públicas para discutir a criação da Área de Proteção Ambiental da Serra da Caiçara (AL). A unidade de conservação irá abranger os municípios de Canapi, Maravilha, Ouro Branco, Poço das Trincheiras e Santana do Ipanema, no interior do estado, região inserida na Caatinga. A proposta é que a área de proteção ambiental ocupe uma área de aproximadamente 90 mil hectares do sertão alagoano e ajude a conservar remanescentes da vegetação nativa.

A Serra da Caiçara é a maior elevação da região, que abriga diversas formações montanhosas. As áreas serranas vegetadas existentes possuem uma alta capacidade de retenção hídrica e são fundamentais para o abastecimento de água para os municípios do entorno. Além de ajudar na conservação do bioma, a unidade também terá a missão de proteger diversos sítios arqueológicos e geológicos presentes na região. A proposta completa pode ser lida na página do Instituto, disponível aqui.

As cinco consultas públicas previstas serão realizadas nos municípios envolvidos pela área protegida. Nas audiências, os moradores poderão conhecer e discutir a proposta. Veja o calendário das consultas públicas e os respectivos locais:

26/04 – em Maravilha (Clube Caiçara), às 09h00
03/05 – em Canapi (quadra da Escola Municipal Tancredo Neves), às 09h00
03/05 – em Ouro Branco (auditório da Escola Municipal Rui Pallmeira), às 14h00
04/05 – em Poço das Trincheiras (Quadra de Esportes Osmam Medeiros), às 09h00
09/05 – em Santana do Ipanema (auditório da Câmara Municipal), às 09h00.


*Com informações Instituto do Meio Ambiente de Alagoas

 

 

 

Comentários

comentários