Praia do Gunga_Wikimedia

A praia do Gunga, uma das belas paisagens naturais de Alagoas. Foto: Wikimedia/Commons


Na última sexta-feira (13/04), representantes do Instituto do Meio Ambiente do Estado de Alagoas, do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Sustentável se reuniram para discutir a criação de uma unidade de conservação em Maceió. O objetivo é garantir a proteção das áreas verdes remanescentes da capital alagoana através da implementação de um parque municipal.

O Parque Municipal do Horto Florestal, nome ainda não oficial, abrangeria uma área de aproximadamente 50 hectares entre os bairros do Farol e do Bebedouro de fragmentos florestais existentes. Com a instituição de um parque, a ideia é evitar que esses remanescentes sejam suprimidos no futuro e garantir que este seja um espaço aberto para o usufruto da população.

A conversa foi apenas o primeiro passo para unidade de conservação sair do papel. Nos próximos meses, serão realizados estudos na área e a proposta será debatida com a população em consultas públicas, seguindo todas as etapas e trâmites legais necessários. Nesta quinta-feira (19/04), acontecerá a primeira reunião do grupo de trabalho encarregado de acompanhar e planejar os próximos passos.

 

*Com informações Instituto do Meio Ambiente de Alagoas

 

 

 

Comentários

comentários