O futuro Parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira está localizado na região da Zona da Mata mineira. Foto: Lúcio Lima


Minas Gerais ganhou mais 2 unidades de conservação. Os Decretos Estaduais nº 301 e 302 que oficializaram a criação do Parque Estadual da Serra Negra da Mantiqueira (MG) e do Parque Estadual de Botumirim (MG) foram publicados na edição desta quinta-feira (05/07) no Diário Oficial de Minas Gerais.

Parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira

Com área total aproximada de 4.203,96 hectares e perímetro de 72,54 km, o Parque Estadual Serra Negra da Mantiqueira abrange os municípios de Lima Duarte, Olaria, Rio Preto e Santa Bárbara do Monte Verde, localizados no Território Mata.

“A criação do parque será de extrema relevância para a manutenção de remanescentes de expressivos ecossistemas naturais como o bioma Mata Atlântica, bem como da fauna da região. O local tem espécies raras de flora, que também serão preservadas”, ressalta o secretário de Estado de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (Semad), Germano Vieira.

Apesar de o decreto já estar em vigor, o prazo para implantação do parque é de 5 anos. O processo de desapropriação ainda está em fase de estudo, avaliando o preço justo para indenizar as terras dos moradores na área do parque.

Parque Estadual de Botumirim

O Parque Estadual do Botumirim está situado no Território Norte de Minas Gerais, abrangendo os municípios de Botumirim e Bocaiúva. A área total aproximada é de 35.682,64 hectares e o perímetro é de 203,80 km.

“Por estar localizado numa região de cerrado de altitude, o parque vai ajudar na manutenção da qualidade hídrica no Norte de Minas”, assinala o secretário Germano Vieira.

Com a criação da unidade, serão preservadas áreas estratégicas para a conservação da biodiversidade da região, especificamente da fauna e flora endêmicas e ameaçadas de extinção.

“Esta Unidade de Conservação tem importância fundamental na proteção de importantes afluentes do Rio Jequitinhonha e também na a preservação do riquíssimo patrimônio espeleológico e arqueológico da região”, pontua o diretor geral do Instituto Estadual de Florestas (IEF), Henri Dubois Collet.

No último mês de abril, o Governo de Minas Gerais anunciou que pretende criar novas unidades de conservação no estado para incentivar a preservação do meio ambiente no Estado. De acordo com Collet, pelo menos outras 8 regiões do estado já estão sendo estudadas.

 

*Com informações da Agência Minas

 

 

Comentários

comentários