O Brasil é um país de proporções gigantescas, consequentemente, nossos parques também o são. Para efeito de comparação, o Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque, nosso vencedor, tem um território maior do que alguns países europeus, como a Suíça e a Bélgica. A missão de cuidar desse vasto patrimônio natural equivale à importância de preservá-lo.

O maior bioma brasileiro é a Amazônia, com aproximadamente 420 milhões de hectares (Dados do IBGE, 2004). Para fazer jus à vastidão amazônica, os cinco maiores parques do país* estão inseridos justamente dentro do bioma. Confira a lista dos nossos gigantes em conservação:

5º) Parque Nacional Mapinguari (RO)

O diminuto sapinho venenoso Adelphobates quinquevittatus habita o chão das florestas na região do alto rio Madeira. , estado de Rondônia. Foto: Diego Meneghelli

O diminuto sapinho venenoso Adelphobates quinquevittatus habita o chão das florestas na região do alto rio Madeira. Parque Nacional Mapinguari. Foto: Diego Meneghelli

Criado em 2008, o Parque Nacional Mapinguari e seus 1.776.914 hectares ocupam o nosso honroso quinto lugar. Situado entre os estados do Amazonas e de Rondônia, o parque cresceu 180 mil hectares em 2010. Maior do que a cidade de Manaus, sua ampliação só reforçou sua posição como mais um dos gigantes da Amazônia.

4º) Parque Nacional do Juruena (MT)

Salto Augusto, no Parque Nacional do Juruena. Foto: Renato Moreira

Salto Augusto, no Parque Nacional do Juruena. Foto: Renato Moreira

Localizado entre o estado de Amazonas e Mato Grosso, o Parque Nacional do Juruena é o quarto colocado na lista dos maiores parques brasileiros. Com 1.958.203 hectares, o parque criado em 2006 já nasceu no panteão dos gigantes. Seu território equivale a uma área superior a três Brasílias. A unidade faz parte do Corredor de Conservação do Sul da Amazônia e ainda não foi oficialmente aberta à visitação.

3º) Parque Nacional Pico da Neblina (AM)

Parque Nacional do Pico da Neblina. Foto: Michell Richard Blind

Parque Nacional do Pico da Neblina. Foto: Michell Richard Blind

O Parque Nacional Pico da Neblina é naturalmente um lugar de superlativos. Para começar, ele está localizado no maior estado brasileiro, o Amazonas. Além disso, ocupa a terceira posição em extensão territorial. Para completar, seus domínios protegem o emblemático Pico da Neblina, ponto mais alto do Brasil, com 2.995 metros de altitude. A máxima “tamanho não é documento” definitivamente não se aplica ao parque, que possui 2.252.616 hectares de extensão, suficiente para comportar dezoito (!) cidades do tamanho do Rio de Janeiro.

2º. Parque Nacional do Jaú (AM)

A palha preta (Attalea racemosa) é uma palmeira amazônica comum no Parque Nacional do Jaú. Foto: Carlos Durigan

A palha preta (Attalea racemosa) é uma palmeira amazônica comum no Parque Nacional do Jaú. Foto: Carlos Durigan

O segundo lugar na lista dos maiores parques do Brasil pertence ao Parque Nacional do Jaú, no Amazonas. A unidade tem 2.367.333 hectares de extensão. São quase três vezes a região metropolitana de São Paulo com cobertura florestal amazônica. Aberto para visitação, mediante cobrança de ingresso, o acesso é feito a partir de Manaus via fluvial ou aérea, ou por rota terrestre a partir do município de Novo Airão.


1º. Parque Nacional Montanhas de Tumucumaque (AP)

Navegando no Amapari. Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque. Foto: Charly Sanches

Navegando no Amapari. Parque Nacional Montanhas do Tumucumaque. Foto: Charly Sanches

Com quase 4 milhões de hectares, o maior parque do Brasil está localizado na divisa entre o Amapá e o Pará. A unidade de conservação é a maior área protegida do país e também uma das maiores do mundo de proteção à floresta tropical. Seu território de 3.865.188 hectares de Floresta Amazônica comportaria quatro vezes a região metropolitana de São Paulo. Com folga! Criada em 2002, a unidade é considerada remota e de difícil acesso, e ainda não foi aberta ao público geral.

 

*Dados das áreas dos parques de acordo com o ICMBio, órgão gestor dos parques nacionais

 

 

 

Comentários

comentários