Categoria:Reserva Particular do Patrimônio Natural

Edição feita às 18h31min de 1 de maio de 2016 por Lohany Idargo de Souza (disc | contribs)

== RPPN ESTAÇÃO BIOLÓGICA DA MATA DO SOSSEGO ==

Nome da RPPN: Estação Biológica da Mata do Sossego
Munícipio: Simonésia - MG
Área da RPPN: 133,74 ha
Proprietário: Fundação Biodiversitas
Portarias: Portaria 20-N - DOU 34 - 18/02/1998 - seção/pg. 1/85
Nome da Propriedade: Estação Biológica da Mata do Sossego
Área total do Imóvel: 133,74 ha

Índice

FUNDAÇÃO BIODIVERSITAS:

DIRETOR PRESIDENTE: Angelo Barbosa Monteiro Machado
SUPERINTENDÊNCIA GERAL: Gláucia Moreira Drummond
GERÊNCIA DE GESTÃO DE PROJETOS: Cássio Soares Martins
COORDENAÇÃO DE PROJETOS: Thaís Maya Aguilar
GERENTE DA RPPN MATA DO SOSSEGO: Alexandre Magno Junqueira Enout
A fundação biodiversitas é a principal responsável por essa RPPM e por seu plano de manejo.
A fundação Biodiversitas consiste num órgão não governamental em proteção ao meio ambiente.

EQUIPE DE ELABORAÇÃO DO PLANO DE MANEJO:

COORDENAÇÃO GERAL: Gláucia Moreira Drummond
COORDENAÇÃO TÉCNICA: José Aurélio Almeida Caiut
 A RPPN Mata do Sossego, localiza-se no município de Simonésia, no leste do estado de MG.
Foi criado para a conservação da Mata Atlântica, para o primata muriqui espécie endêmica de Minas Gerais e Espírito Santo, que se encontra  ameaçado.
O órgão responsável pelo projeto e plano de manejo é a fundação Biodiversitas.
A história do nome da cidade Simonésia se deu por causa de São simão, dois desbravadores chegaram ao local no dia 

de 28 de outubro de 1855, dia de São Simão.

 O município de Simonésia possui uma pequena infra-estrutura para receber os visitantes e os moradores, porém 

consegue suprir ás necessidades básicas.

HISTÒRICO DA CRIAÇÃO:

A RPPN Mata do Sossego  foi criada pela Portaria Ibama n°20 (16/02/1998-N),na região  Norte de Minas Gerais.
A criação da Reserva teve a principal causa proteger ás espécies endêmicas do lugar.
Os muriquis que encontra-se na Lista oficial Brasileira da Fauna Ameaçada de Extinção,   pelo Ministério do Meio Ambiente (IN 03/03) .
Sendo a destruição do hábitat, (Mata Atlântica),principal fator do desaparecimento  dessas espécies.

GEOLOGIA BÁSICA DA REGIÃO:

A Mata Atlântica já perdeu 70% de sua forma original. Sendo considerado um hotspot, que  se encontra sob risco de
prioridade no país.
È uma região de relevos, montanhosos, solos rochosos, rochas metamórficas  predominantemente , apresentam
sedimentos inconsolidados devido ao acúmulo de  águas.

MEIO FÍSICO BÁSICO DA REGIÃO:

È uma área inserida no típico clima tropical.
A região possuem diversas bacias que fazem a drenagem da região.
A unidades de paisagem presentes são:
• Afloramentos graníticos;
• Topos de morros florestados;
• Vertentes degradadas;
• Meia Vertente ocupada por Café;
• Meia Vertente ocupada por Eucalipto;
• Meia Vertente ocupada por Pastagem;
• Vales brejosos achatados. 
Devido ao plantio intenso de café e eucalipto a RPPM está sujeita a fortes influencia antrópica. Por outro lado 

essa área de plantio tem forte influência ao combate do fogo que não se tem relatos na área acreditam-se que por motivo dessa vegetação.

Além de todas essas características geológicas, básicas da região, o local tem várias espécies predominantes tanto
da avifauna, mastofauna, herptofauna e da flora.

INFRAESTRUTURA:

A RPPM possui trilhas, possui uma sede com uma casa com quartos, banheiro, área e TV, sendo utilizada pelos pesquisadores e para atividades educativas. No entanto a RPPM ESTAÇÃO BIOLÓGICA DA MATA DO SOSSEGO foi criada para preservação e estudos científicos, assim como visitação, recebem apoio de uma organização não governamental na qual se sustenta, oferecendo melhorias e proteção a área na qual situa-se.

Os dados para esse resumo foi retirado do site do ICMBIO.

Páginas na categoria "Reserva Particular do Patrimônio Natural"

Há, nesta categoria, as 54 páginas a seguir (dentre um total de 54).

P

R

R cont.

R cont.