Estação Ecológica Alto Maués

Localizada a 280 quilômetros de Manaus, a Estação Ecológica Alto Maués apresenta uma das maiores concentrações de primatas do mundo.



Estação Ecológica Alto Maués
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Amazonas
Município: Maués (AM)
Categoria: Estação Ecológica
Bioma: Amazônia
Área: 6.662,7991 km²
Diploma legal de criação: Decreto sem número de 16 de Outubro de 2014.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio).
Contatos: Telefone: (61) 3341-9218

(92) 3232-7040 (92) 3303-6443

E-mail: 1. maressa.amaral@icmbio.gov.br 2. cr2.icmbio@icmbio.gov.br

Índice

Localização

Endereço: Av. do Turismo, 1350 - Tarumã - Manaus/AM CEP: 69.041-010

A Unidade de Conservação localiza-se a 280 quilômetros de Manaus, na interbacia formada pelos rios Madeira e Tapajós, na área também conhecida como Ecorregião Madeira-Tapajós. Com 95.136 km² de área, esta interbacia tem nos rios Abacaxis e Maués-Açú seus principais cursos d'água. A bacia do rio Abacaxis ocupa a porção ocidental e dela fazem parte, como afluentes do corpo hídrico principal, os rios Curauari, Caramuri e Paracati; além dos igarapés da Onça, Miriti, Jabuti e Açú, pela margem direita, e os rios Curupá, Mari-mari pela margem esquerda.

Como chegar

Ingressos

Não há registro ou monitoramento de atividade na Unidade. A atividade poderá ser permitida, mas apenas com finalidade educacional e científica, por se tratar de uma Estação Ecológica.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Proteger amostra da floresta ombrófila e de formações vegetais associadas, garantir a perenidade dos serviços ecossistêmicos e contribuir para a estabilidade ambiental da região onde se insere.

Histórico

A partir do fim de 2011, a criação da Esec Alto Maués passou a ser apresentada publicamente pelo governo federal como uma 'compensação' pelos impactos ambientais sofridos pela unidade, ou seja, por causa da expansão da matriz energética brasileira.

Em 16 de outubro de 2014, a unidade de conservação foi criada para proteger foresta ombrófila e de formações vegetais associadas.

Atrações

Aspectos naturais

A cobertura vegetal local é predominantemente formada por Floresta Ombrófila Densa Submontana Dossel Emergente, correspondendo a 77,80% da área da Unidade de Conservação, sendo possível também identificar tipologias de menor representatividade, sendo elas Floresta Ombrófila Densa Submontana Dossel Uniforme (representando aproximadamente 6,87% da área); Floresta Ombrófila Densa Aluvial Dossel Uniforme (representando aproximadamente 2,59% da área); Floresta Ombrófila Aberta Submontana Com Cipós (representando aproximadamente 1,52% da área) e Floresta Ombrófila Densa Terras Baixas Dossel Emergente (representando aproximadamente 0,09% da área).

Relevo e clima

O relevo da ESEC Alto Alto Maués é ondulado e forte ondulado, suave ondulado a ondulado com com elevações de topos esbatidos, pendentes longas de centenas de metros e vales em V, bem aberto.

O clima é equatorial e as temperaturas máximas chegam a 31° e as mínimas em média a 21°.

Fauna e flora

A unidade de conservação tem uma das maiores concentrações de primatas do mundo, além de abrigar mais de 600 espécies de aves, sendo considerada um santuário ecológico.

A Esec Alto Maués compõe-se de floresta ombrófila e de formações vegetais associadas.

Problemas e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam a Esec Alto Maués.

Fontes

Decreto sem número de 16 de Outubro de 2014: http://pesquisa.in.gov.br/imprensa/jsp/visualiza/index.jsp?jornal=1&pagina=10&data=17/10/2014

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=3131;

https://uc.socioambiental.org/uc/602481