Estação Ecológica da Terra do Meio




Estação Ecológica da Terra do Meio
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Para
Município: Municípios de Altamira e São Félix do Xingu
Categoria: Estação Ecológica
Bioma: Amazônia
Área: 3373133,89
Diploma legal de criação: Decreto Presidencial de 17 de Fevereiro de 2005.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) - Coordenação Regional 3 - Escritório ICMBio Altamira/PA.
Contatos: Gestor da Unidade: Tathiana Chaves de Souza

Endereço: Rua Coronel Porfírio, 3455, Copacabana do Xingu - Altamira - PA - CEP 68370-000
Telefones: (93) 35151798, (93) 35151280, (93) 91213366
E-mails: manoelle.paiva@icmbio.gov.br, manoellerpv@gmail.com

Índice

Localização

Localizada no interflúvio Xingu-Iriri, representa a última grande fronteira para inventários biológicos qualitativos na Amazônia oriental.

Como chegar

O rio Iriri, que seria a principal via de acesso, é um rio de baixa navegabilidade, onde existem extensas áreas de pedrais e corredeiras ao longo do seu leito, inviabilizando o escoamento de toras e a navegação de balsas, sobretudo no período da estiagem.

Ingressos

Situação da visitação: Fechado

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas.

Histórico

A ESEC da Terra do Meio incorporou a área da antiga FLONA Xingu, justificada em função dos seus aspectos biológicos e da necessidade da conservação do interflúvio Xingu-Iriri. Além disso, a sua localização geográfica e conseqüente dificuldade de acesso a eixos de escoamento tornavam a FLONA inadequada.

Apresenta um excelente estado de preservação que a coloca como a grande e única oportunidade de proteção da diversidade de ecossistemas representativos dos biomas Amazônia e Cerrado em uma vasta área de floresta contínua.

Atrações

Aspectos naturais

Solo: podzólico vermelho-amarelo (PVA), textura argilosa e PVA equivalente eutrófico, textura argilosa, relevo suavemente ondulado.Com incusões de outras classes como PVA cascalhento e latossolo vermelho (LVA).

Geologia: planaltos residuais sul-amazônicos com intrusões e coberturas residuais circundados por áreas extensas da depressão marginal sul-amazônica.

Relevo e clima

Relevo: pertence a duas unidades morfoestruturais: Depresão Periférica do Sul do Pará e o Planalto Dissecado Sdo sul do Pará.

Fauna e flora

Floresta ombrófila densa e de plameiras, com manchas de savana na região sul.

Espécies Ameaçadas protegidas nesta Unidade de Conservação: Coatá-da-testa-branca (Ateles marginatus)

Problemas e ameaças

A estrada denominada regionalmente de Transiriri, que interliga o eixo da Transamazônica ao rio Iriri, e que seria o acesso terrestre mais próximo da FLONA Xingu, é uma estrada ilegal que corta a Terra Indígena Cachoeira Seca.

Qualquer outro acesso por terra que por ventura seja construído para acessar a FLONA Xingu, fatalmente teria que cortar outras terras indígenas ou as áreas de proteção integral, o que traria enormes danos à biodiversidade local e sérios problemas às populações indígenas da região.

Fontes

http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/amazonia/unidades-de-conservacao-amazonia/1909-esec-da-terra-do-meio.html

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=47

http://uc.socioambiental.org/uc/6670