Floresta Nacional de Brasília

Criada em 1999, a Floresta Nacional de Brasília equivale a uma área superior a 9 mil hectares, que ajuda a proteger o Cerrado e preservar uma zona de alto valor hídrico para o abastecimento na região.

Fique por dentro das novidades da Floresta Nacional de Brasília no Blog do WikiParques


Carregando mapa...
Floresta Nacional de Brasília
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Distrito Federal
Município: Brasília
Categoria: Floresta
Bioma: Cerrado
Área: 9.336,14 hectares
Diploma legal de criação: Decreto Federal s/nº de 10 de junho de 1999.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Chico Mendes de Biodiversidade - ICMBio

CR11 -Lagoa Santa

Contatos: Telefone: (61) 3355-5517 // (61) 3355-5940

E-mail: flonabrasilia.df@icmbio.gov.br

Índice

Localização

A Floresta Nacional de Brasília fica localizada na região noroeste do Distrito Federal, em Brasília.

Como chegar

O acesso a Área 1 da FLONA de Brasília, onde está a sede da UC, vindo do estado de Goiás pode ser feito através da DF 070 ou pela DF 080, estradas pavimentadas e de mão dupla. Já o acesso proveniente da região administrativa de Brasília pode ser realizado pela DF 001 ou pela Estrada Parque. O acesso a Área 2 da FLONA vindo do estado de Goiás pode ser feito através da DF 070 ou pela DF 080, estradas pavimentadas e de mão dupla, onde se deve adentrar pela DF 001. Já o acesso originando da região administrativa de Brasília pode ser realizado pela DF 001 ou pelas Estradas Parque Ceilândia – EPC (também conhecida como estrutural) ou Estrada Parque Taguatinga – EPTG, depois adentrando na DF 001.

Já o acesso a Área 3 saindo do estado de Goiás, se faz através da DF 180 e antes da cidade satélite de Samambaia o acesso de faz através BR 180, no final da BR 180 entra na DF 070 em direção à Brasília, na altura do Rancho Paraná entra na DF 445. Já o acesso da região administrativa de Brasília se dá através da DF 001 até o centro de Brazlândia e a partir do centro de Brazlândia o acesso se dá a partir da DF 080. Para o acesso a Área 4 saindo do estado de Goiás, utiliza-se a DF 180 e antes de Samambaia no final da BR 180 entra na DF 070 em direção à Brasília, na altura do Rancho Paraná entra na DF 445. Já o acesso partindo da região administrativa de Brasília se dá através da DF 001, acessando a esquerda a DF 430 e após a rótula entrar para a DF 445.

O acesso às Áreas 1 e 2 da FLONA, partindo de Brasília, Plano Piloto, pode ser feito utilizando-se transporte coletivo urbano.

Ingressos

Não há cobrança de ingressos na Flona de Brasília, de forma geral. São quatro seções, mas apenas a Flona 1 está oficialmente aberta à visitação.

Onde ficar

Em Brasília existem diversas opções de hospedagem.

Objetivos específicos da unidade

A Flona foi criada com o objetivo de promover o manejo de uso múltiplo e de forma sustentável dos recursos naturais renováveis, a manutenção e proteção dos recursos hídricos e da biodiversidade do Cerrado, a recuperação de áreas degradadas, a educação florestal e ambiental, a manutenção de amostras do fragmento do ecossistema e o apoio ao desenvolvimento sustentável dos recursos naturais das áreas limítrofes.

Histórico

A criação da FLONA de Brasília ocorreu após a assinatura de um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) entre a Companhia Imobiliária de Brasília (TERRACAP), a Fundação Zoobotânica do DF, o IBAMA-DF, com a interveniência dos Ministérios Públicos Federal e do Distrito Federal e Territórios. A partir da assinatura do TAC, a TERRACAP - Companhia Imobiliária de Brasília / Agência de desenvolvimento do Distrito Federal disponibilizou áreas, em princípio públicas, que possuíam como cobertura florestal plantios das espécies pinus e eucaliptus, implantados a partir da década de 1970 e que necessitavam de manejo florestal. Desta forma, a criação da FLONA de Brasília se deu por meio de Decreto Presidencial, em 10 de junho de 1999.

Atrações

Trilhas para prática de caminhada, corrida e ciclismo.

Aspectos naturais

A FLONA de Brasília encontra-se dentro da APA Bacia do Rio Descoberto e protege grande parte das nascentes que abastecem o reservatório do Descoberto. A FLONA de Brasília protege nascentes e trechos de córregos da Bacia do Paranoá (ribeirão Bananal, córrego Cabeceira-do-Valo e Cana-do-Reino, na Área 2 e nascentes e trechos de córregos da bacia do rio Descoberto, principais contribuintes do lago do Descoberto, córregos Currais, Pedras, na Área 1, córregos Capãozinho, Cortado e Zé Pires, na Área 3 e córregos Bucanhão e Capão da Onça, na Área 4.

Relevo e clima

Nas quatro Áreas da FLONA de Brasília, o período de menor precipitação, em todas as áreas, é o de maio a setembro. A média anual da temperatura máxima é de 26,68 °C, enquanto a média anual da temperatura mínima é de 16,42 °C.

Fauna e flora

A Flona inclui espécies ameaçadas de extinção, como o palmito-juçara (Euterpe edulis), o papa-moscas-do-campo (Culicivora caudacuta) e o tatu canastra (Priodontes maximus).

Problemas e ameaças

Expansão de núcleos urbanos consolidados em alta densidade populacional, falta de saneamento básico nos núcleos urbanos consolidados, coleta de resíduos sólidos ineficiente ou inexistente, acampamentos do movimento sem terra, parcelamentos de terra em áreas rurais e uso público desordenado.

Fontes

Decreto de Criação da Flona de Brasília

Plano de Manejo v. 1

http://www.icmbio.gov.br/portal/unidadesdeconservacao/biomas-brasileiros/cerrado/unidades-de-conservacao-cerrado/2070-flona-de-brasilia