Mosaico Capivara-Confusões

O Mosaico Capivara-Confusões foi criado em 2006 e foi o primeiro mosaico brasileiro de unidades de conservação. Criado com o intuito de unir o Parque Nacional da Serra da Capivara e o Parque Nacional Serra das Confusões, no Piauí, através de um corredor ecológico, o mosaico possui 1,5 milhão de hectares de extensão e protege uma importância faixa de Caatinga.



Mosaico Capivara-Confusões
Esfera Administrativa:
Estado: Piaui
Município:
Categoria: Mosaico
Bioma: Caatinga
Área: 1.500.000 hectares
Diploma legal de criação: Portaria de reconhecimento n° 76, de 11 de março de 2006.
Coordenação regional / Vinculação: ICMBio
Contatos: Telefone: (89)3582-2085/2031

Índice

Localização

O Mosaico Capivara-Confusões está localizado no Piauí e forma um corredor ecológico entre os parques nacionais da Serra da Capivara e da Serra das Confusões.

Como chegar

Mapa do Mosaico Capivara-Confusões

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Histórico

O Mosaico Capivara-Confusões foi o primeiro mosaico brasileiro e possui uma área de aproximadamente 1,5 milhão de hectares. É formado pelo parques nacionais da Serra da Capivara e da Serra das Confusões e o corredor ecológico, criado para garantir a migração da fauna que ocorre entre as duas UCs.

O Parque Nacional da Serra da Capivara foi criado em 1979 e é administrado pelo Ibama em parceria com a Fumdham. Com cem mil hectares, abrangendo os municípios piauienses de Coronel José Dias, São Raimundo Nonato, São João do Piauí e João Costa, abriga quase quinhentos sítios arqueológicos e, por isso, é considerado pela Unesco um Patrimônio Mundial da Humanidade.

A área protegida possui espécies vegetais e animais muito diversificadas, mostrando que a Caatinga é um bioma extremamente rico. Apenas no sudoeste do Piauí, ocorrem mais de três mil espécies de plantas, e muitas endêmicas, só existem ali. De acordo com Mercadante, com a implementação do corredor ecológico ligando os dois parques, o governo federal poderá pleitear junto às Nações Unidas para que o mosaico de áreas protegidas seja declarado Sítio do Patrimônio Mundial Natural.

A cinqüenta quilômetros na direção oeste, está o Parque Nacional da Serra das Confusões, com uma área de quinhentos mil hectares, cinco vezes maior que a do Parque da Serra da Capivara. Abrangendo os municípios de Caracol, Guaribas, Santa Luz e Cristino Castro, a unidade foi criada, em 1998, para proteger uma região de grande beleza e alto valor histórico, cultural e científico. Entre as espécies encontradas no local, destacam-se o zabelê, a jacutinga, o tamanduá-bandeira, o veado-campeiro, o tatu-canastra, o guariba, a suçuarana e a onça pintada, todas ameaçadas de extinção. O Parque das Confusões é a maior área protegida de Caatinga do país.

Atrações

O Mosaico Capivara-Confusões é formado por apenas duas unidades de conservação e cria um corredor ecológico para fauna entre elas.

As Unidades de Conservação do Mosaico Capivara-Confusões são:


Parque Nacional da Serra da Capivara


Parque Nacional Serra das Confusões


Na região do mosaico está o maior número de sítios arqueológicos com pinturas rupestres do Brasil, que fica no parque da Serra da Capivara, declarado Patrimônio da Humanidade pela Unesco.

Aspectos naturais

Relevo e clima

Fauna e flora

A região do Mosaico é considerada a área que tem a maior densidade populacional de onça-pintada do Nordeste, segundo estudos do Instituto Onça-Pintada. Possui ainda diversas outras espécies citadas na mais recente Lista Nacional de Espécies da Fauna Ameaçadas de Extinção, do Ministério do Meio Ambiente, como o tatu-bola e o gato-do-mato (Leopardus triguinus).

Problemas e ameaças

Fontes

http://www.icmbio.gov.br/portal/mosaicosecorredoresecologicos/moscaicos-reconhecidos-oficialmente/1862-mosaico-capivara-confunsoes

Portaria de Reconhecimento do Mosaico Capivara-Confusões

http://www.icmbio.gov.br/portal/mosaicosecorredoresecologicos/moscaicos-reconhecidos-oficialmente/83-ucs-mosaicos-e-corredores/1882-unidades-de-conservacao-mosaico-capivara-confunsoes

mapa_corredor1g.jpg