Mosaico Mico-Leão-Dourado




Mosaico Mico-Leão-Dourado
Esfera Administrativa:
Estado: Rio de Janeiro
Município:
Categoria: Mosaico
Bioma: Mata Atlântica
Área: 209.000 hectares
Diploma legal de criação: Portaria de Reconhecimento do Ministério do Meio Ambiente n° 481, de 14 de dezembro de 2010.
Coordenação regional / Vinculação: Reserva Biológica da União
Contatos: Telefone: (22) 2777-1113 // 2777-1115

Índice

Localização

Como chegar

Ingressos

Cada uma das unidades de conservação que formam o Mosaico do Mico-Leão-Dourado tem a sua própria política de visitação e de cobrança (ou não) de ingressos.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Fortalecer a gestão integrada das UC que compõem o Mosaico, contribuindo com o desenvolvimento socioambiental regional. Proteger, restaurar e conservar a biodiversidade dos ecossistemas e os mananciais hídricos da atual área de ocorrência do mico-leão-dourado.

Histórico

Para garantir a sobrevivência do mico-leão-dourado e de seu habitat foram criadas diferentes unidades de conservação (UC), públicas e privadas, que protegem importantes remanescentes florestais na região. Conservando estas florestas, também estão protegidas todas as demais espécies que convivem com o mico-leão-dourado e ainda são conservados os serviços ambientais prestados pela Mata Atlântica, como manutenção das fontes de água, controle climático, purificação do ar, contenção de encostas, produtos florestais (fibras, resinas, frutos, madeira) e outros.

Vale ressaltar, que a região é um dos mais importantes pólos, em número, de RPPN – Reservas Particulares do Patrimônio Natural – do país. Isso se deve aos esforços conjuntos das instituições ambientalistas locais e, sobretudo, à iniciativa dos proprietários em proteger os remanescentes florestais de suas propriedades. Para fortalecer as UC da região de ocorrência do mico-leão-dourado e assegurar melhores status de proteção para o habitat da espécie, os gestores das UC federais solicitaram ao ICMBio e ao MMA o reconhecimento do Mosaico MicoLeão-Dourado (MMLD), que abrange uma área com cerca de 209.000 hectares, em oito municípios. O reconhecimento do MMLD se deu pela publicação pelo Ministério do Meio Ambiente da Portaria no 481 em 14 de dezembro de 2010, e sua composição está expressa na tabela abaixo.

Atrações

O Mosaico do Mico-Leão-Dourado compreende as seguintes UCs:

Reserva Biológica União

Reserva Biológica Poço das Antas

Área de Proteção Ambiental Bacia do Rio São João/Mico-Leão-Dourado

Parque Estadual dos Três Picos

Parque Natural Municipal da Biquinha "Gruta Santa Edwiges"

Parque Natural Municipal Córrego da Luz

Parque Natural Municipal do Mico-Leão-Dourado

Parque Natural Municipal Atalaia Gualter Corrêa de Faria


Também fazem parte do Mosaico do Mico-Leão-Dourado 14 (catorze) RPPNs:

RPPN Fazenda Bom Retiro

RPPN Santa Fé

RPPN Cachoeira Grande

RPPN Serra Grande

RPPN Matumbo

RPPN Três Morros

RPPN União

RPPN Neiva, Patrícia, Cláudia e Alexandra

RPPN Quero-Quero

RPPN Cisne Branco

RPPN Águas Vertentes

RPPN Cachoeirinha

RPPN Rabicho da Serra

RPPN Taquaral

Aspectos naturais

O Mosaico Mico-Leão-Dourado abrange duas bacias hidrográficas, a do rio São João e a do Rio Macaé

Relevo e clima

Fauna e flora

Na fauna do Mosaico destaca-se o próprio mico-leão-dourado, alvo das ações de conservação do grupo e espécie endêmica da Mata Atlântica, atualmente ameaçada de extinção.

Problemas e ameaças

Fontes

Portaria de Reconhecimento do Mosaico Mico-Leão-Dourado

Regime interno do Conselho do Mosaico do Mico-Leão-Dourado

Plano de Ação do Mosaico

Mapa das UCs do Mosaico