Mosaico do Espinhaço: Alto Jequitinhonha - Serra do Cabral

O Mosaico do Espinhaço abrange uma área com cerca de 910 mil hectares, onde estão localizadas importantes unidades de conservação como o Parque Estadual do Rio Preto e o Parque Nacional das Sempre-Vivas. Trata-se de uma região detentora de rica diversidade sociocultural e de extrema relevância biológica.



Mosaico do Espinhaço: Alto Jequitinhonha - Serra do Cabral
Esfera Administrativa:
Estado: Minas Gerais
Município:
Categoria: Mosaico
Bioma: Cerrado
Área: 910.000 hectares
Diploma legal de criação: Portaria de Reconhecimento do Ministério do Meio Ambiente n° 444, de 26 de novembro de 2010.
Coordenação regional / Vinculação: Parque Nacional das Sempre Vivas
Contatos: Telefone: (38) 3531-3266

Índice

Localização

As regiões do Alto Jequitinhonha e Serra do Cabral, inseridas na porção norte da Reserva da Biosfera da Serra do Espinhaço.

Como chegar

Ingressos

Cada uma das unidades de conservação que formam o Mosaico do Espinhaço tem a sua própria política de visitação e de cobrança (ou não) de ingressos.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Histórico

As primeiras articulações para iniciar o processo de criação e implantação do “Mosaico de Unidades de Conservação do Espinhaço: Alto Jequitinhonha – Serra do Cabral” ocorreram ao final de 2007, sendo que as atividades oficiais iniciaram em abril de 2008.

O Mosaico do Espinhaço é composto por nove unidades de conservação, sendo um parque nacional, quatro parques estaduais, uma estação ecológica e três áreas de proteção ambiental (APA). O Mosaico do Espinhaço abrange uma área com cerca de 910 mil hectares.

Atrações

Fazem parte do Mosaico do Espinhaço: Alto Jequitinhonha - Serra do Cabral as seguintes unidades de conservação:


Parque Nacional das Sempre Vivas

Parque Estadual do Biribiri

Parque Estadual do Rio Preto

Parque Estadual Serra Negra

Parque Estadual do Pico do Itambé

Área de Proteção Ambiental Águas Vertentes

Área de Proteção Ambiental Felício dos Santos

Área de Proteção Ambiental Rio Manso

Estação Ecológica Mata dos Ausentes

Aspectos naturais

Relevo e clima

Fauna e flora

Trata-se de uma região detentora de rica diversidade sociocultural e de extrema relevância biológica, marcada pela variedade de ambientes e pela concentração de um dos mais importantes centros de endemismo de espécies de plantas da América do Sul.

Problemas e ameaças

Extrativismo vegetal, fogo, gado, silvicultura e mineração.

Fontes

Portaria de Reconhecimento do Mosaico do Espinhaço

Mapa do Mosaico

Planejamento de criação e implementação do Mosaico

http://www.icmbio.gov.br/portal/mosaicosecorredoresecologicos/moscaicos-reconhecidos-oficialmente/1865-mosaico-do-espinhaco-alto-jequitinhonha-serra-do-cabral

http://www.mosaicobocaina.org.br/noticias/258-noticias-mosaico-do-espinhaco-da-posse-ao-seu-conselho-consultivo-dezembro2010