Mosaico do Extremo Sul da Bahia

O Mosaico de Áreas Protegidas do Extremo Sul da Bahia abrange três municípios (Porto Seguro, Prado e Santa Cruz de Cabrália) e 12 áreas protegidas e suas zonas de amortecimento, sendo 5 federais (Parques Nacionais do Pau Brasil, Monte Pascoal e Descobrimento, Reserva Extrativista Marinha do Corumbau e Refúgio de Vida Silvestre Rio dos Frades), 2 estaduais (Áreas de Proteção Ambiental de Caraíva-Trancoso e Coroa Vermelha), 1 municipal (Parque Municipal Recife de Fora) e 4 particulares (Reservas Particulares do Patrimônio Natural Veracel, Mamona, Carroula e Rio Jardim).



Mosaico do Extremo Sul da Bahia
Esfera Administrativa:
Estado: Bahia
Município: Porto Seguro, Prado e Santa Cruz de Cabrália
Categoria: Mosaico
Bioma: Mata Atlântica
Área:
Diploma legal de criação: Portaria de Reconhecimento do Ministério do Meio Ambiente n° 492, de 17 de dezembro de 2010.
Coordenação regional / Vinculação: Reserva Extrativista Corumbau
Contatos: Telefone: (73) 3298-2592

Índice

Localização

O Mosaico do Extremo Sul da Bahia integra unidades de conservação localizadas no sul da Bahia.

Como chegar

Ingressos

Cada uma das unidades de conservação que formam o Mosaico do Extremo Sul da Bahia tem a sua própria política de visitação e de cobrança (ou não) de ingressos.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Fortalecer e integrar a rede de Áreas Protegidas do Extremo Sul da Bahia; Influenciar a política pública local/regional com maior poder de inserção e negociação na elaboração dos planos de gestão territorial e desenvolvimento humano; Contribuir para a formação e fortalecimento de mini-corredores; Contribuir para o fortalecimento da diversidade sócio-cultural do território: comunidades pataxós, agricultores familiares e pescadores artesanais.

Histórico

O Mosaico de Áreas Protegidas do Extremo Sul da Bahia – MAPES nasce da necessidade de articular as ações desenvolvidas por diversas organizações e lideranças comunitárias em busca da recuperação e proteção da Mata Atlântica e da melhoria das condições de vida das populações locais. É uma proposta de gestão territorial coletiva e participativa que busca o fortalecimento de uma cultura voltada para o desenvolvimento socioambiental.

A proposta deste Mosaico vem sendo construída desde 2004 quando foram realizadas três oficinas que deram início a esse processo de criação, definindo atores, objetivos e abrangência. Após esse momento, foi feita a articulação do atores e apresentado um projeto coletivo ao Fundo Nacional do Meio Ambiente – FNMA. Uma série de organizações governamentais e não governamentais construíram este projeto de Implementação da Gestão em Mosaico no Extremo Sul da Bahia que tem como proponente a Associação Flora Brasil.

Com o financiamento, foi possível realizar diversas atividades, entre elas a formação do Conselho Gestor do Mosaico de Áreas Protegidas do Extremo Sul da Bahia, construção de uma política de comunicação para o MAPES, realização de seminários e outros eventos. Assim, aos poucos, cada peça que compõe o mosaico vai se fortalecendo para que o coletivo ganhe forma e os conflitos socioambientais do Extremo Sul da Bahia sejam enfrentados de forma integrada.

Atrações

No Mosaico do Extremo Sul da Bahia estão integradas as seguintes UCs:

Parque Nacional Pau Brasil

Parque Nacional do Monte Pascoal

Parque Nacional Descobrimento

Reserva Extrativista Marinha do Corumbau

Refúgio de Vida Silvestre Rio dos Frades

Área de Proteção Ambiental de Caraíva-Trancoso

Área de Proteção Ambiental Coroa Vermelha

Parque Municipal Marinho do Recife de Fora

Reserva Particular do Patrimônio Natural Veracel

Reserva Particular do Patrimônio Natural Mamona

Reserva Particular do Patrimônio Natural Carroula

Reserva Particular do Patrimônio Natural Rio Jardim

Aspectos naturais

O Extremo Sul da Bahia situa-se no domínio do ameaçado Bioma Mata Atlântica, que abriga o maior conjunto de remanescentes do nordeste brasileiro, bem como as mais ricas formações coralíneas do Atlântico Sul. A região está inserida no Corredor Central da Mata Atlântica – CCMA, integra a Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, compreende áreas declaradas como Patrimônio Mundial Natural pela UNESCO e áreas que integram o Sítio do Descobrimento, tombadas pelo IPHAN.

Relevo e clima

Fauna e flora

A região é biologicamente diversa e abriga muitas espécies ameaçadas de extinção e de distribuição restrita, como o mico-leão-da-cara-dourada (Leonthopithecus chrysomelas), o gavião real (Harpia harpyja) e os criticamente ameaçados mutum-do-sudeste (Crax blumenbachii) e balança-rabo-canela (Glaucis dohrnii).

Problemas e ameaças

Fontes

Portaria de Reconhecimento do Mosaico do Extremo Sul da Bahia

Regimento Interno do Conselho Consultivo do Mosaico

Mapa das UCs que integram o mosaico

Relação das UCs do Mosaico - ICMBio

http://www.icmbio.gov.br/portal/mosaicosecorredoresecologicos/moscaicos-reconhecidos-oficialmente/1866-mosaico-do-extremo-sul-da-bahia

Blog do Mosaico do Extremo Sul da Bahia