Parque Estadual Alto Cariri




Parque Estadual Alto Cariri
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Santa Maria do Salto, Salto da Divisa.
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 6.151 hectares
Diploma legal de criação: Decreto 44.726, de 18 de fevereiro de 2008.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas - IEF.
Contatos:

Índice

Localização

Como chegar

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Proteger a fauna e a flora regionais, a biota e os cursos d'água, e criar condições para o desenvolvimento de pesquisas e estudos de modo a conciliar, harmoniosamente, o uso científico, educativo e recreativo com a preservação integral e perene do patrimônio natural.

Histórico

O Parque Estadual Alto Cariri foi criado em 18 de fevereiro de 2008. O Parque abriga um importante remanescente de Mata Atlântica que se estende pelo sul da Bahia. Juntamente com o Refúgio de Vida Silvestre Mata dos Muriquis, também localizado em Santa Maria do Salto, é responsável pela preservação de espécies ameaçadas como o monocarvoeiro, maior primata das Américas. Juntas, somam cerca de 8,8 mil hectares de áreas protegidas. O crescimento da agricultura e da pecuária na região do Médio Jequitinhonha também foi fator determinante para a criação das unidades.

Atrações

Aspectos naturais

O Parque Estadual Alto Cariri abriga um importante remanescente de Mata Atlântica que se estende até o sul da Bahia. A região possui uma grande área de floresta, o Parque, e diversos fragmentos menores, nos quais está inserido o Refúgio, assim protegidos para facilitar a recuperação e o restabelecimento da conexão entre elas.

Relevo e clima

Fauna e flora

O Parque abriga algumas espécies da fauna ameaçadas de extinção como monocarvoeiro, maior primata das Américas.

Problemas e ameaças

O desmatamento, as queimadas e a mineração industrial, são algumas das pressões que mais ameaçam as Unidades de Conservação.

Fontes

https://uc.socioambiental.org/uc/581800

http://www.ief.mg.gov.br/areas-protegidas/573?task=view