Parque Estadual Serra do Sobrado




Parque Estadual Serra do Sobrado
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: São José da Lapa
Categoria: Parque
Bioma: Cerrado
Área: 383,6040 ha
Diploma legal de criação: Decreto Estadual nº 45.509, de 25 de novembro de 2010.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas - IEF.
Contatos: Endereço: Cidadde Administrativa de Minas Gerais - Serra Verde - Belo Horizonte/MG

CEP: 31.630-900 E-mail: 1. patricia.pereira@meioambiente.mg.gov.br 2. fernando.vilaca@meioambiente.mg.gov.br

Telefone: 1. (31) 3915-1371

Índice

Localização

O Parque Estadual Serra do Sobrado (PESS) localiza-se na porção norte do município de São José da Lapa, próximo à divisa com Pedro Leopoldo a oeste e Confins, a leste.

Como chegar

Partindo de Belo Horizonte, seguir pela MG 424 no sentido Pedro Leopoldo. Cerca de 9 km após a sede municipal de São Jose da Lapa, entrar à esquerda no entroncamento da MG 424 pegando a rua Cristóvão de Assis no sentido do distrito de Dr. Lund. Depois, seguir em direção ao distrito de Inácia de Carvalho. O PESS está localizado à esquerda da estrada, configurando uma extensa área com remanescentes florestais.

Ingressos

Fechado para visitação.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Proteger ambientes naturais onde se asseguram condições para a existência ou reprodução de espécies ou comunidades da flora local e da fauna residente ou migratória.

Histórico

O PESS constitui um dos principais remanescentes florestais do município de São José da Lapa e região . Os remanescentes de Florestas Estacionais Decíduas sobre solos originários a partir de rochas do embasamento cristalino constituem sistemas ímpares que merecem ser conservados. A existência nestas matas da espécie ameaçada aroeira Myracrodruon urundeuva justifica, em termos botânicos, a criação de uma unidade de conservação para manutenção do habitat de ocorrência dessa espécie, que neste caso são as Florestas Estacionais Decíduas (Matas Secas).

Embora já parcialmente impactada, esta área florestada relativamente extensa em meio a uma região antropizada, em crescente expansão urbana, representa um dos principais fragmentos remanescentes com potencial para abrigar populações da fauna silvestre.

Outro aspecto de extrema relevância é a presença de nascentes e afluentes do Ribeirão da Mata dentro da área proposta para o PESS, cuja conservação é de suma importância para a bacia do Rio das Velhas como um todo. Em seu entorno, especialmente na porção oeste, tem-se ainda outros cursos d’agua que constituem importantes afluentes dos Ribeirões das Areias e da Mata, que por sua vez deságuam no Ribeirao da Mata, importante curso d’água para o abastecimento de áreas urbanas e afluente do Rio das Velhas.

Dessa forma, Assim, a criação do Parque Estadual da Serra do Sobrado constituiu uma iniciativa desejável e necessária para a conservação desta importante área diante da crescente pressão antrópica na região. Juntamente com a RVS da Serra das Aroeiras contribuirá para a conservação dos recursos hídricos e das florestas semidecíduas e decíduas sobre rochas do embasamento cristalino.

Sendo assim, a criação do Parque Estadual Serra do Sobrado teve como objetivo contribuir para a manutenção da fauna remanescente das florestas decíduas e semidecíduas desta região do Estado de Minas Gerais.

Atrações

Aspectos naturais

A área do Parque Estadual Serra do Sobrado faz parte da bacia do Ribeirão da Mata, afluente da margem esquerda do Rio das Velhas, pertencente à bacia do Rio São Francisco. A Serra do Sobrado constitui um divisor de águas, que drena afluentes da margem direita do Ribeirão da Mata e afluentes da margem esquerda do Córrego Inácia de Carvalho e do Ribeirão das Areias. O Ribeirão das Areias, localizado mais ao sul do PESS, é afluente da margem esquerda do Ribeirão da Mata. Ocorrem ainda lagoas e áreas brejosas, associadas à drenagem.

Relevo e clima

O relevo predominante apresenta-se forte ondulado a ondulado.

O clima da região é classificado como tropical semi-úmido.

Fauna e flora

O PESS abriga espécies como gambá-orelha branca, cuíca-quatro-olhos, paca, caxinguelê, ouriço-cacheiro, capivara, Tapiti, coelho, mico-estrela, tatu-peb, tatu-galinha , veado-catingueiro, cachorro-do-mato, jaguatirica. Aves como: várias espécies de Tyrannidae (bem-te-vi Pitangus sulphuratus, siriri Tyrannus melancholicus, maria-é-dia Elaenia flavogaster), Thamnophilidae (chorozinho Herpsilochmus atricapillus), além de Columbidae (rolinha Columbina talpacoti), Accipitridae (gavião-carijó Rupornis magnirostris, carcará Caracara plancus, carrapateiro Milvago chimachima), Cariamidae (seriema Cariama cristata), Parulidae (canário do mato Basileuterus flaveolus) etc.

Problemas e ameaças

Fontes

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=2613

http://www.ief.mg.gov.br/images/stories/consulta_publica/vetor_norte/pe_serra_sobrado.pdf