Parque Estadual da Serra Negra




Parque Estadual da Serra Negra
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Itamarandiba
Categoria: Parque
Bioma: Cerrado
Área: 13.654 hectares
Diploma legal de criação: Decreto Estadual nº 39.907 de 22 de setembro de 1998.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas - IEF.
Contatos: Endereço da Sede Administrativa:

Rua Tiradentes, 308 - Centro – Itamarandiba -MG.

Telefones: (38) 3521-2312 / (31) 9107-7642

Email: parque.serranegra@meioambiente.mg.gov.br

           wanderlei.lopes@meioambiente.mg.gov.br (gerência)

Índice

Localização

O Parque Estadual da Serra Negra está localizado no Vale do Jequitinhonha no Município de Itamarandiba, distando 33 km da sede do município. O perímetro da área encontra-se delimitado com marcos geográficos, porém totalmente aberto sem nenhuma cerca .

Como chegar

Saindo de Belo Horizonte pela BR 040 sentido Brasília, passar por Paraopeba, logo, seguir a BR 135, sentido Curvelo. Chegando a Curvelo, seguir a BR 259 para Diamantina e, depois de Diamantina pegar a BR 367 até a altura do KM 115. Entrar à direita sentido Carbonita na BR 451 até Itamarandiba. Chegando a Itamarandiba, o acesso ao parque é possível seguindo por mais 33 km de estrada de terra municipal que liga a cidade ao Distrito de Padre João Afonso e chegar ao Parque.

Distância de Belo Horizonte: 513 km

Ingressos

As visitas devem ser agendadas previamente junto à administração do parque.

Horário de funcionamento: 08:30 às 17:30 horas (domingo a domingo).

Onde ficar

Os visitantes poderão se hospedar nos hotéis existentes no município de Itamarandiba.

Objetivos específicos da unidade

- Proteger a grande quantidade de nascentes nele existente de vital importância para as regiões do Alto Médio Jequitinhonha conhecidas por seu problema de estresse hídrico; - Contribuir para preservação do patrimônio genético, protegendo amostras da diversidade biológica da área; - incentivar o turismo como alternativa econômica para a região com sérios problemas sociais; - Reduzir o impacto da atividade carvoeira na área; - Proteger uma incrível diversidade de ecossistemas com áreas de mata atlântica, campo rupestre, cerrado e mata de galeria.

Histórico

Atrações

O Parque possui mirantes, orquidários naturais, grutas e inúmeras cachoeiras.

Aspectos naturais

O entorno da unidade é predominantemente ocupado por plantações de eucalipto e pastagens. As propriedades são de pequeno e médio porte, sendo que possuem alguns moradores que sobrevivem de pequenas plantações de subsistência nas chamadas grotas incrustadas entre as serras.

Relevo e clima

O relevo é montanhoso e de aparência escura.

O clima é tropical.

Fauna e flora

A fauna é bastante diversificada, podendo citar a ocorrência de alguns exemplares de animais raros na região e até ameaçados de extinção tais como o lobo guará, guigor, barbado ou guariba, suçuarana, catitu e jaguatirica, bem como se observam também a presença de paca, capivara, quati, tatu, roedores diversos, veado, teiú e várias espécies de avifauna.

A cobertura vegetal nativa é composta por cerrado, campo rupestre e mata atlântica. Podem ser identificados no local espécies de ingá-branco, pau-d’óleo, pau-d’arco, braúna, vinhático, vinheiro, sucupira, canela de ema, velózias, orquídeas e várias espécies endêmicas das famílias melastomataceae, eriocaulaceae, poaceae (gramíneas), dentre outras.

Problemas e ameaças

Fontes

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=393

http://www.ief.mg.gov.br/noticias/3306-nova-categoria/1756-parque-estadual-da-serra-negra-