Parque Estadual da Serra do Papagaio

O Parque Estadual da Serra do Papagaio, com 22.917 hectares, está localizado na Serra da Mantiqueira, região sul de Minas Gerais e abrange os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto. É um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica do Estado, adquirindo ainda maior importância por possuir formações mistas de campos, matas e áreas de enclave com Floresta de Araucária.

Fique por dentro das novidades do Parque Estadual da Serra do Papagaio no Blog do WikiParques


Parque Estadual da Serra do Papagaio
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 22.917 hectares
Diploma legal de criação: Decreto nº 39.793, de 5 de agosto de 1998.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas - IEF - Regional Sul de Minas

(35) 3229-1816

Contatos: IEF - Regional Sul

Endereço: Avenida Manoel Diniz, nº 145 - Bairro Industrial JK - Varginha/MG - CEP 37062-480 Telefone: (35) 3229-1816

Contatos da Unidade de Conservação

Escritório Administrativo Endereço: Rua Teixeira Leal nº 315 - Centro - Caxambu/MG CEP: 37.440-000

E-mail: peserradopapagaio@meioambiente.mg.gov.br

Telefone: (35) 3341-5404 Gerente Atual do Parque: Lorena S. Cardoso Brito

Índice

Localização

O Parque Estadual da Serra do Papagaio está localizado na Serra da Mantiqueira, na região sul de Minas Gerais e compreende os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Como chegar

A partir dos municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Ingressos

Entrada gratuita. A visitação no parque ainda não acontece de forma manejada.

Onde ficar

Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto possuem opções de hospedagem.

Objetivos específicos da unidade

Proteger a biodiversidade da mata atlântica, os campos de altitude, os bosques de araucária, as águas e as belezas cênicas da Mantiqueira, contribuindo para melhoria da qualidade de vida do entorno, através da valorização das comunidades e das atividades que gerem alternativas de renda ambientalmente sustentáveis. Fonte: Planejamento Estratégico da UC,conforme Plano de Manejo.

Histórico

O Parque Estadual Serra do Papagaio foi criado através do Decreto n° 39.793, de 5 de agosto de 1998. Engloba importantes conjuntos montanhosos das Serras do Garrafão e do Papagaio, apresentando cerca de 50% da área com declividade acentuada e altitudes acima de 1.800 m.

Situa-se numa área de rochas ígneas ácidas, representadas por granitos de granulação fina e grosseira. Interliga-se, geograficamente, com a porção norte do Parque Nacional do Itatiaia, permitindo uma proteção mais efetiva da flora e da fauna, por compor um conjunto montanhoso contínuo, legalmente preservado.

Atrações

- Cachoeira dos Garcias.

- Pico do Papagaio (com 2.103 metros de altitude)

- Retiro dos Pedros.

- Reserva Ambiental do Matutu (com 3 mil hectares).

- Cachoeira do Batuque.

- Cachoeira do Juju (com 125 metros de queda).

- Cachoeira Deus-Me-Livre.

- Cachoeira do Fundo.

- Cachoeira do Vertedouro.

- Cachoeira da Antiga Usina.

- Poço Joaquim Bernardo.

- Cânion do Papagaio.

- Poço dos Sonhos.

- Cânion do Cavalo Baio (o maior em desnível do Brasil, com 1.050 metros)

Aspectos naturais

O Parque Estadual da Serra do Papagaio abriga um importante remanescente de Mata Atlântica do Estado. Localizado na Serra da Mantiqueira, possui formações mistas de campos, matas e áreas de enclave com matas de araucária.

Na unidade de conservação, concentram-se as nascentes dos principais rios formadores da bacia do Rio Grande, responsável pelo abastecimento de grandes centros urbanos do sul de Minas. Abriga as maiores e mais importantes bacias hidrográficas do Sudeste. Aos 1.800 metros de altitude, a travessia abrange a porção oeste da Serra da Mantiqueira, no coração das montanhas mineiras. São aproximadamente 1.200 nascentes de água, algumas delas na cota dos 2.360 metros de altitude, 240 cachoeiras e 28 cânions. Toda essa biodiversidade, ainda pouco conhecida, esconde belezas incalculáveis como o cânion do Cavalo Baio, com 1.050 metros, a maior reserva de Araucárias de Minas Gerais, a ligação do Corredor Ecológico da Mata Atlântica com o Parque Nacional do Itatiaia, entre muitas outras.

Relevo e clima

Engloba importantes conjuntos montanhosos das Serras do Garrafão e do Papagaio, apresentando cerca de 50% da área com declividade acentuada e altitudes acima de 1.800 m. As encostas mais elevadas localizam-se no sul (Morro da Mitra do Bispo com 2149m) e ao sudoeste (Pico do Bandeira com 2357m na Serra do Papagaio). Situa-se numa área de rochas ígneas ácidas, representadas por granitos de granulação fina e grosseira. Interliga-se, geograficamente, com a porção norte do Parque Nacional do Itatiaia, permitindo uma proteção mais efetiva da flora e da fauna, por compor um conjunto montanhoso contínuo, legalmente preservado.

Fauna e flora

O Parque Estadual da Serra do Papagaio é considerado um banco genético de espécies representativas da Mata Atlântica, muitas delas endêmicas e ameaçadas de extinção. Destaque para o papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), também conhecido como papagaio-caboclo. Sua característica distintiva é o padrão arroxeado no peito, que dá nome à espécie, que se encontra ameaçada de extinção em consequência da degradação e fragmentação do seu habitat.

O Parque também abriga outras espécies importantes, dentre as quais destacam-se o mono carvoeiro, o lobo-guará e a onça parda.

Problemas e ameaças

Caça e Fogo.

Fontes

Site do IEF

Portal IEF Escritório Administrativo do Parque.