Parque Estadual da Serra do Papagaio

O Parque Estadual da Serra do Papagaio, com 22.917 hectares, está localizado na Serra da Mantiqueira, região sul de Minas Gerais e abrange os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto. É um dos últimos remanescentes de Mata Atlântica do Estado, adquirindo ainda maior importância por possuir formações mistas de campos, matas e áreas de enclave com Floresta de Araucária.


Parque Estadual da Serra do Papagaio
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 22.917 hectares
Diploma legal de criação: Decreto nº 39.793, de 5 de agosto de 1998.
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas - IEF - Regional Sul de Minas

(35) 3221-4666

Contatos: Sede Administrativa:

IEF - Regional Sul Endereço: Praça Quintino Bocaiúva, 68 - Centro - Varginha Telefone: (35) 3221-4666/4716 e-mail: erssup@ief.mg.gov.br

Contatos da Unidade de Conservação

Endereço: Rua Capitão Tomé Rodrigues, 357 - Centro - Baependi/MG CEP: 37.443-000

E-mail: serradopapagaio@ief.mg.gov.br

Telefone: (35) 3433-1421

Chefe da Unidade: Rodrigo Martins Goulart

Índice

Localização

O Parque Estadual da Serra do Papagaio está localizado na Serra da Mantiqueira, na região sul de Minas Gerais e compreende os municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Como chegar

A partir dos municípios de Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto.

Ingressos

Entrada gratuita. A visitação no parque ainda não acontece de forma manejada.

Onde ficar

Aiuruoca, Alagoa, Baependi, Itamonte e Pouso Alto possuem opções de hospedagem.

Objetivos específicos da unidade

Proteger a biodiversidade da mata atlântica, os campos de altitude, os bosques de araucária, as águas e as belezas cênicas da Mantiqueira, contribuindo para melhoria da qualidade de vida do entorno, através da valorização das comunidades e das atividades que gerem alternativas de renda ambientalmente sustentáveis. Fonte: Planejamento Estratégico da UC,conforme Plano de Manejo.

Histórico

O Parque Estadual Serra do Papagaio foi criado através do Decreto n° 39.793, de 5 de agosto de 1998. Engloba importantes conjuntos montanhosos das Serras do Garrafão e do Papagaio, apresentando cerca de 50% da área com declividade acentuada e altitudes acima de 1.800 m.

Situa-se numa área de rochas ígneas ácidas, representadas por granitos de granulação fina e grosseira. Interliga-se, geograficamente, com a porção norte do Parque Nacional do Itatiaia, permitindo uma proteção mais efetiva da flora e da fauna, por compor um conjunto montanhoso contínuo, legalmente preservado.

Atrações

- Cachoeira dos Garcias.

- Pico do Papagaio (com 2.103 metros de altitude)

- Retiro dos Pedros.

- Reserva Ambiental do Matutu (com 3 mil hectares).

- Cachoeira do Batuque.

- Cachoeira do Juju (com 125 metros de queda).

- Cachoeira Deus-Me-Livre.

- Cachoeira do Fundo.

- Cachoeira do Vertedouro.

- Cachoeira da Antiga Usina.

- Poço Joaquim Bernardo.

- Cânion do Papagaio.

- Poço dos Sonhos.

- Cânion do Cavalo Baio (o maior em desnível do Brasil, com 1.050 metros)

Aspectos naturais

O Parque Estadual da Serra do Papagaio abriga um importante remanescente de Mata Atlântica do Estado. Localizado na Serra da Mantiqueira, possui formações mistas de campos, matas e áreas de enclave com matas de araucária.

Na unidade de conservação, concentram-se as nascentes dos principais rios formadores da bacia do Rio Grande, responsável pelo abastecimento de grandes centros urbanos do sul de Minas. Abriga as maiores e mais importantes bacias hidrográficas do Sudeste. Aos 1.800 metros de altitude, a travessia abrange a porção oeste da Serra da Mantiqueira, no coração das montanhas mineiras. São aproximadamente 1.200 nascentes de água, algumas delas na cota dos 2.360 metros de altitude, 240 cachoeiras e 28 cânions. Toda essa biodiversidade, ainda pouco conhecida, esconde belezas incalculáveis como o cânion do Cavalo Baio, com 1.050 metros, a maior reserva de Araucárias de Minas Gerais, a ligação do Corredor Ecológico da Mata Atlântica com o Parque Nacional do Itatiaia, entre muitas outras.

Relevo e clima

Engloba importantes conjuntos montanhosos das Serras do Garrafão e do Papagaio, apresentando cerca de 50% da área com declividade acentuada e altitudes acima de 1.800 m. As encostas mais elevadas localizam-se no sul (Morro da Mitra do Bispo com 2149m) e ao sudoeste (Pico do Bandeira com 2357m na Serra do Papagaio). Situa-se numa área de rochas ígneas ácidas, representadas por granitos de granulação fina e grosseira. Interliga-se, geograficamente, com a porção norte do Parque Nacional do Itatiaia, permitindo uma proteção mais efetiva da flora e da fauna, por compor um conjunto montanhoso contínuo, legalmente preservado.

Fauna e flora

O Parque Estadual da Serra do Papagaio é considerado um banco genético de espécies representativas da Mata Atlântica, muitas delas endêmicas e ameaçadas de extinção. Destaque para o papagaio-de-peito-roxo (Amazona vinacea), também conhecido como papagaio-caboclo. Sua característica distintiva é o padrão arroxeado no peito, que dá nome à espécie, que se encontra ameaçada de extinção em consequência da degradação e fragmentação do seu habitat.

O Parque também abriga outras espécies importantes, dentre as quais destacam-se o mono carvoeiro, o lobo-guará e a onça parda.

Problemas e ameaças

Falta de controle e de ações de educação ambiental junto aos visitantes do parque.

Fontes

Site do IEF www.ief.mg.gov.br

Portal oficial do turismo de MG.