Parque Estadual de Itaberaba

O Parque Estadual de Itaberaba, criado em 2010, representa uma importante área de conectividade na extensão norte/noroeste da Serra da Cantareira com a Serra da Mantiqueira, o Parque Estadual Itaberaba apresenta alta diversidade biológica, fauna variada com grande número de espécies endêmicas de Mata Atlântica e várias espécies raras ou ameaçadas de extinção.



Parque Estadual de Itaberaba
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Sao Paulo
Município: Arujá, Guarulhos, Nazaré Paulista, Santa Isabel
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 15.113 hectares
Diploma legal de criação: Decreto Estadual n° 55.662, de 30 de março de 2010.
Coordenação regional / Vinculação: Fundação para Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo
Contatos: ..

Sede Administrativa: De segunda-feira a sexta-feira das 8h às 17h.

Telefones: (11) 2997-5000 ramal 350 // (11) 95652-1434

E-mail: pe.itaberaba@fflorestal.sp.gov.br

Gestor (a): Ana Lúcia Arromba

Índice

Localização

O Parque Estadual de Itaberaba fica entre os municípios de Arujá, Guarulhos, Nazaré Paulista e Santa Isabel, dentro da região metropolitana de São Paulo.

Como chegar

Ingressos

O Parque encontra-se em processo de regularização fundiária e ainda não está aberto para visitação pública.

Onde ficar

Na cidade de São Paulo existem inúmeras opções de hospedagem, desde hostels até hotéis de luxo.

Objetivos específicos da unidade

A proteção da biodiversidade e dos recursos hídricos da região norte-nordeste da Serra da Cantareira, compostos pelos maciços das Serras de Itapetinga e Itaberaba,contíguos ao Parque Estadual da Cantareira

Histórico

O processo de criação dos Parques Estaduais Itaberaba, Itapetinga e Monumento Natural Pedra Grande, foi resultado da estratégia estabelecida pelo Governo do Estado de São Paulo, em criar áreas naturais protegidas para a efetiva conservação da biodiversidade e proteção de espécies ameaçadas do Contínuo Cantareira. Reconhecendo a importância dessas áreas, a alta diversidade biológica, a conectividade dos fragmentos florestais nativos, constituindo importante corredor ecológico entre as Serras da Cantareira e Mantiqueira e todos os benefícios ligados à sua existência, além da proteção de três Unidades de Gerenciamento Hídrico – UGHRs, Bacias Hidrográficas do Alto Tietê, Paraíba do Sul e PCJ – Piracicaba, Capivari, Jundiaí, iniciou em 2007, estudos para avaliação de potenciais áreas no eixo norte-noroeste do PE da Cantareira, com vistas à criação de novas UCs.

Desses estudos foram definidos dois polígonos a noroeste do PE da Cantareira, localizados nas Serras de Itaberaba e Itapetinga. O esforço culminou na assinatura do Decreto Nº. 54.746/2009, que instituiu à essas áreas uma Limitação Administrativa Provisória (LAP), paralelamente à continuidade dos estudos técnicos. Com a LAP, por período de 07 meses houve o congelamento das atividades potencialmente causadoras de degradação ambiental. Em 30 de Março de 2010 o Decreto nº. 55.662 criou o Parque Estadual de Itaberaba, o Parque Estadual de Itapetinga e o Monumento Natural Pedra Grande.

O Parque Estadual de Itaberaba encontra-se em fase de levantamentos de campo e inventário cadastral pelo ITESP das propriedades inseridas na UC, visando sua efetiva regularização fundiária através dos processos de desapropriação. Concomitante, está sendo implantado o Plano Emergencial de Proteção, com o objetivo de possibilitar a fiscalização das áreas, que embora ainda não seja de domínio público abriga grande “tesouro” ambiental, com seus recursos naturais e biodiversidade inserida.

Atrações

Aspectos naturais

A flora do Parque Estadual Itaberaba apresenta composição florística bastante heterogênea com formação florestal de Mata Atlântica caracterizada pela Floresta Ombrófila Densa Montana. Quanto aos aspectos geológicos avistamos no Parque os Mares de Morros com altitudes que variam de 660m a 1420m. O PE Itaberaba apresenta vários sítios geológicos, arqueológicos e culturais com importante potencial educacional, turístico e científico.

Relevo e clima

Fauna e flora

Problemas e ameaças

O parque ainda não possui Plano de Manejo e não conclui a regularização fundiária do território, passos fundamentais para implementação da Unidade de Conservação.

Fontes

Cadastro Nacional de Unidades de Conservação (Ministério do Meio Ambiente) [1]

Decreto Estadual n° 55.662 (criação do parque) [2]

http://www.ambiente.sp.gov.br/parque-itaberaba/sobre-o-parque/