Parque Estadual do Mendanha



Parque Estadual do Mendanha
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Rio de Janeiro
Município: Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Mesquita.
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 4398,10
Diploma legal de criação: Criado pelo Decreto Estadual nº 44.342, de 22 de agosto de 2013.
Coordenação regional / Vinculação: Inea - Instituto Estadual do Ambiente / Dibap - Diretoria de Biodiversidade e Áreas Protegidas
Contatos: Tel.: (21) 2332-5516

Horário: 9 às 18h

Índice

Localização

O parque ainda não tem sede.

Endereço: (provisório, para atendimento administrativo) Gerência das Unidades de Conservação de Proteção Integral (Gepro) Av. Venezuela, 110 sala 315 - Saúde, Rio, RJ

Como chegar

Deve-se seguir pela Avenida Brasil até o bairro de Campo Grande e entrar na Estrada do Mendanha. Em seguida, na Estrada Abílio Bastos para estacionamento, bem próximo à subida da trilha.

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Preservar os ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica; Possibilitar a realização de pequisas cientificas e proporcionar o desenvolvimento de educação e interpretação ambiental, de recreação e contato com a natureza e de turismo ecológico.

Histórico

Criado pelo Decreto Estadual nº 44.342, de 22 de agosto de 2013, com uma área de 4.398,10 hectares em partes dos municípios do Rio de Janeiro, Nova Iguaçu e Mesquita.

A criação deste parque propicia que o terceiro maciço rochoso da região metropolitana esteja sob regime de proteção integral, formando com o Parque Estadual da Pedra Branca e o Parque Nacional da Tijuca um mosaico de unidades de conservação.

Sua criação visa assegurar a proteção do ambiente natural, das paisagens de grande beleza cênica e dos sistemas geo-hidrológicos da região, que abrigam, em área densamente florestada, espécies biológicas raras e ameaçadas de extinção, bem como chaminés vulcânicas e nascentes de inúmeros cursos de água contribuintes do Rio Guandu, que abastece de água os municípios do Rio de Janeiro e da região do Grande Rio, incluindo ainda a recuperação das áreas degradadas ali existentes. O Maciço do Gericinó/Mendanha foi declarado como Reserva da Biosfera da Mata Atlântica pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (UNESCO), em 1992.

Atrações

Cachoeiras como a Cachoeirado Mendanha, Trilhas, Ecoturismo.

Aspectos naturais

Relevo e clima

Fauna e flora

Problemas e ameaças

Fontes

http://www.inea.rj.gov.br/Portal/Agendas/BIODIVERSIDADEEAREASPROTEGIDAS/UnidadesdeConservacao/INEA_INTER_PQES_MENDANHA#

Parque Estadual do Mendanha (PEM)