Parque Nacional do Caparaó

(Redirecionado de Parque Nacional de Caparaó)

Fique por dentro das novidades do Parque Nacional do Caparaó no 'Blog do WikiParques


Carregando mapa...
Parque Nacional do Caparaó
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Espirito Santo
Município: Ibitirama, Iúna, Irupi, Dores do Rio Preto, Divino de São Lourenço, Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Espera Feliz e Caparaó
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 31.800 hectares
Diploma legal de criação: Decreto n° 50.646 de de 24 de maio de 1961 e Decreto s/n° de 20 de novembro de 1997.
Coordenação regional / Vinculação: Parna federal, órgão gestor ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade)
Contatos: Tel: (32) 3747-2086/2943

Endereço sede:

Rua Vale Verde S/N Casa 02 Zona Rural. Manhumirim - MG CEP: 36.979-000

Email: parnacaparao.mg@ibama.gov.br

Índice

Localização

Localizado na Serra do Caparaó, na divisa de Minas Gerais e Espírito Santo, a 280 km de Belo Horizonte. Abriga o terceiro ponto mais alto do País, o Pico da Bandeira, com 2.892 metros de altitude. Por isso a região é muito procurada por montanhistas.

O parque abrange os municípios de Ibitirama, Iúna, Irupi, Dores do Rio Preto e Divino de São Lourenço no Espírito Santo e Alto Caparaó, Alto Jequitibá, Espera Feliz e Caparaó em Minas Gerais.

Como chegar

Para quem sai de Belo Horizonte, seguir pela rodovia BR-262 no sentido Vitória (ES) até a cidade de Manhuaçu (MG), a 280 km de Belo Horizonte. Após a entrada de Manhuaçu, na BR-262, deve-se pegar, à direita, a rodovia para Manhumirim (MG) e Alto Jequitibá (MG). Em Alto Jequitibá, o turista deve pegar à esquerda, a rodovia para Alto Caparaó(MG), totalizando cerca de 330 km de distância da capital mineira.

De Vitória, seguir pela pela rodovia BR-262, sentido Belo Horizonte (MG). Quinze quilômetros após a divisa dos estados do Espírito Santo e de Minas Gerais, na BR-262, o motorista deve pegar, à esquerda, a rodovia para Manhumirim (MG) e Alto Jequitibá (MG). Em Alto Jequitibá, deve-se seguir, à esquerda, a rodovia para Alto Caparaó(MG), totalizando cerca de 225 km de distância da capital capixaba.

Já do Rio de Janeiro, seguira pela rodovia BR-040 sentido Belo Horizonte (MG), até a cidade de Três Rios (RJ), a 123 km do Rio de Janeiro. Na sequência, pegar à direita a rodovia BR-116, sentido Salvador (BA), até a cidade de Fervedouro (MG). Em Fervedouro, o motorista deve pegar, à direita, a rodovia para Carangola (MG), depois seguir à esquerda, na rodovia que leva para Alto Jequitibá (MG). De lá, pegar à direita a rodovia para Alto Caparaó (MG), totalizando cerca de 430 km de distância da capital carioca.

De São Paulo: pegar a Rodovia Presidente Dutra e seguir até Volta Redonda (RJ), percorrendo ao todo 319 km. De Volta Redonda ele deve continuar pela BR-116 até o trevo de Fervedouro (MG) e, lá, pegar, à direita, a rodovia para Carangola (MG). Em Carangola, deve-se pegar, à esquerda, a rodovia para Alto Jequitibá (MG). Em Alto Jequitibá, seguir à direita, a rodovia para Alto Caparaó (MG), totalizando cerca de 910 km da capital paulista.

Ingressos

Valor do ingresso individual é R$ 11 para brasileiros ou cidadão do MERCOSUL, para estrangeiro o valor é R$ 22,00 e o pernoite por pessoa é R$ 6,00

Menores de 12 anos de idade e maiores a partir de 60 anos são isentos de taxas.

Onde ficar

É possível acampar em quatro áreas de acampamento pela portaria de Alto Caparaó em Minas Gerais – Tronqueira e Terreirão - e pela Portaria de Pedra Menina no Espírito Santo – Macieira e Casa Queimada, com sanitários, lava-pratos, mesas, bancos e quiosques.

Para acampar é preciso agendar pelo telefone (32) 3747-2086 ou por email parnacaparao@gmail.com

Há também pousadas e hotéis, distantes entre 1,5km a 4km da sede da UC, no município de Alto Caparaó. Pelo lado capixaba, há também a oferta de hospedagem e alimentação, na sede do município de Dores do Rio Preto e no distrito de Pedra Menina, bem como na cidade de Espera Feliz (MG).

Objetivos específicos da unidade

O Parque Nacional tem como objetivo básico a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e turismo ecológico.

A proteção da zona histórica e cultural do Pico da Bandeira, assim como remanescentes da mata atlântica, de espécies ameaçadas de extinção e recursos hídricos fazem parte dos objetivos específicos da UC.

Histórico

A origem do nome Caparaó é indígena e significa “águas que rolam das pedras”.

Atrações

Os principais atrativos do parque são caminhadas em áreas de floresta, campos de altitude e observação de aves.

As trilhas, banhos em cachoeira e piscinas naturais são opções para o turismo no local.

- A cachoeira Bonita: localizada no rio José Pedro a uma altitude de 1.750 m, encontra-se nas proximidades do acampamento da Tronqueira e a cerca 5,5km da Portaria de Alto Caparaó. O rio José Pedro é o marco divisório entre os estados de Minas Gerais e do Espírito Santo. O acesso é realizado por estrada e trilha. A cachoeira tem 80 m de queda e é preciso fazer uma trilha de 300 metros. A meio caminho da trilha existe um mirante natural, com plataforma de madeira.

- Cachoeira da Farofa: tem acesso a partir da Portaria de Pedra Menina, da qual dista cerca de 6 km. A cachoeira localiza-se no rio São Domingos e o acesso é feito por estrada parcialmente pavimentada e uma curta trilha de fácil acesso. Consiste em uma série de quatro cachoeiras associadas a poços de água muito límpida.

- Cachoeira do Aurélio: é possível ser alcançado a partir da Portaria de Pedra Menina (ES) por estrada parcialmente pavimentada (cerca de 4 km) e um trilha de 1 km. A cachoeira é formada pelo rio São Domingos, com sequência de quedas e poços.

- O Vale Encantado é formado pelo Rio José Pedro, a montante da Cachoeira Bonita, e localiza-se a 500 metros do acampamento da Tronqueira, em bifurcação da trilha que leva ao Pico da Bandeira. Situado a 7 km da Portaria de Alto Caparaó. O vale é formado por diversas corredeiras, cachoeiras e piscinas naturais e pode ser atingido facilmente por trilha com cerca de 400 m, ou 10 a 15 minutos de caminhada.

- O Vale Verde localiza-se no Rio Caparaó próximo à administração do Parque e a cerca de 800 metros da Portaria de Alto Caparaó. O acesso ao local é possível, inclusive para automóveis de passeio em qualquer época do ano. O vale é formado por uma série de cachoeiras e poços naturais ao longo do Rio Caparaó. A área possui infraestrutura para fazer churrascos e piqueniques.

- A Gruta do Jacu é uma trilha de 200 metros de comprimento e um metros de largura e começa em escadaria de concreto na área de piquenique do Vale Verde. Existem alguns poços naturais.

- A Pedras Duas Irmãs é um maciço rochoso de 2.600 metros de altitude, localizado nas proximidades do acampamento da Casa Queimada, a partir da entrada de Pedra Menina do Parque e a 60 km da sede do Parque em Alto Caparaó. Para chegar ao local, é necessário percorrer a estrada que leva da Portaria Pedra Menina ao acampamento da Casa Queimada com trechos de difícil transposição por automóveis de passeio. Depois o local deve ser atingido a pé, por trilha com sinalização deficiente.

- O Pico da Bandeira tem 2.892 metros de altitude e é o terceiro ponto mais alto do Brasil. É possível avistar o Pico do Cristal, Pedra Menina e Pico do Calçado. O Pico da Bandeira é o principal atrativo do Parque e frequentado especialmente nos meses de inverno. O caminho é realizado a pé, a primeira parte da trilha, entre a Tronqueira e o Terreirão poder ser percorrida entre duas e três horas.

Vista para o norte a partir do Pico da Bandeira

- O Pico do Calçado tem 2.766 metros de altitude e está localizado a sudoeste do Pico da Bandeira, na região das maiores altitudes do Parque. Para atingir o Calçado, pode-se chegar ao Pico da Bandeira e continuar em um caminhada considerada pesada de 40 minutos. A caminhada a partir da Tronqueira é bastante longa e difícil, sendo possível fazer o caminho de ida e volta apenas para excursionistas com certa experiência.

- O Pico do Cristal também está situado próximo aos outros picos e tem 2.798 metros de altitude. Para acessar ao Pico do Cristal, deve-se tomar o caminho que parte da porção final da trilha que leva ao Pico da Bandeira. A primeira parte do percurso passa por brejos, parte deste trajeto possui vegetação de campos alagados sobre solo de turfa, que permanece alagada grande parte do ano e é, portanto, bastante sensível ao pisar. Após este local, existem três pequenas lagoas naturais (as Três Lagoas), onde se formam lâminas de gelo nos períodos mais frios. Ainda há uma laje de pedra plana e de fácil transposição, seguida por uma pequena descida. A subida final passa por lajes de pedras íngremes e lisas de acesso difícil e bastante perigoso.

Aspectos naturais

Além das trilhas, os visitantes podem aproveitas os banhos de cachoeiras e piscinas naturais, além de apreciar a vista da Serra do Caparaó.

Relevo e clima

A UC tem variações de altitude de 900 metros na sua cota mais baixa, atingindo 2.890 metros no Pico da Bandeira.

O clima na região é de temperaturas amenas, entre 19° e 22ºC. Nos locais mais elevados, durante os meses de junho e julho, as mínimas podem atingir 4º C negativos com a ocorrência de geadas.

O período de novembro a janeiro é mais chuvoso e de abril a setembro ocorre intensa estiagem no local.

Fauna e flora

No parque são conhecidas 350 espécies de aves, 67 de mamíferos (como morcegos, preá, gambá, jaguatirica, lontras, veados, antas e pumas), mais de 50 mil espécies de insetos, répteis e 64 espécies de anfíbios.

Na lista de espécies ameaçadas e protegidas da UC, estão: o papagaio-de-peito-roxo, o gaviã-pomba, o muriqui-do-norte, o gato-do-mato, o mato-maracujá, o tamanduá-bandeira, a onça-parda e a rãzinha.

A UC contém um número significativo de espécies que constam da lista brasileira e ou das listas estaduais de espécies ameaçadas de extinção, assim como contém um número significativo de espécies cujas populações estão sobre-explotadas.

A flora é característica da Mata Atlântica e campos de altitude. Destacam-se espécies como angicos, quaresmeiras, palmeiras, jequitibás e outras exclusivas desse ecossistema.

Problemas e ameaças

Os incêndios de origem antrópica de forma generalizada tendem a ter um alto impacto a médio prazo, nos próximos cinco a vinte anos. O uso dos recursos por populações residentes de forma espalhada também geram um impacto alto a médio prazo.

Fontes

http://observatorio.wwf.org.br/unidades/cadastro/308/

http://www.icmbio.gov.br/portal/o-que-fazemos/visitacao/ucs-abertas-a-visitacao/201-parque-nacional-do-caparao.html

http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/mata-atlantica/unidades-de-conservacao-mata-atlantica/2202-parna-do-caparao

http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades-coservacao/caparao.pdf

http://www.brasil.gov.br/localizacao/parques-nacionais-e-reservas-ambientais/parque-nacional-de-caparao-mg

http://www.icmbio.gov.br/parnacaparao/

http://www.icmbio.gov.br/parnacaparao/guia-do-visitante.html

http://www.altocaparao.mg.gov.br/index.php?option=com_content&view=article&id=52&Itemid=54