RPPN Madeiras

A RPPN Madeiras foi criada pela Portaria n° 08/2010, com objetivo à preservação integral do meio natural, sendo vedadas todas as interferências sobre este ecossistema e tem como principal bioma a Mata Atlântica, a qual se encontra em bom estágio de conservação.

Sua configuração se compõe de um fragmento de vegetação secundária de mata atlântica com área de 124,52ha, em terreno acidentado. Parte se encontrando dentro de um vale, além de topo de tabuleiro e em algumas áreas com acentuada declividade. Detém alguns cursos de água, como o Riacho Texeira que corta parte da reserva na porção sul. A Reserva pode ser dividida em porção norte e sul, ligadas por um estreito corredor de área reflorestada em sua porção central. Esta área apresenta em suas adjacências plantio de cana de açúcar.

A Reserva Madeira foi reconhecida pela UNESCO como Posto Avançado da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica, garantindo a área como referência em preservação do bioma da mata atlântica no Estado de Alagoas.



RPPN Madeiras
Esfera Administrativa: Particular
Estado: Alagoas
Município: Junqueiro
Categoria: Reserva Particular do Patrimônio Natural
Bioma: Mata Atlântica
Área: 124,52 hectares
Diploma legal de criação: Portaria IMA/AL n° 08/2010
Coordenação regional / Vinculação: Usina Seresta / Projeto Restauração do Rio Coruripe (RECOR)
Contatos: (82) 99128-0338

Índice

Localização

Junqueiro, Alagoas

Como chegar

Ingressos

Entrada gratuita mediante agendamento.

Onde ficar

Teotônio Vilela - Pousada São Geraldo (82) 3543-3643.

Objetivos específicos da unidade

Histórico

Atrações

Trilha interpretativa e banho de água mineral.

Aspectos naturais

Relevo e clima

A RPPN Madeiras está caracterizada como Mata Atlântica Semidecidual de encosta e está situada em uma área de transição entre a Zona da Mata e o Agreste alagoano. Parte da Reserva se encontra dentro de um vale; outras partes estão situadas em um topo de tabuleiro e em algumas áreas com acentuada declividade.

Fauna e flora

A Reserva apresenta pequenos vales úmidos, e grande variedade de vegetais, que podem ser vistos por todos os lados, revestidos essencialmente por Liquens, Briófitas, Pteridófitas e Angiopermasrupículas. É possível encontrar no local espécimes de cabotã, visgueiro, canzenzo, ingás, burdão-de-velho, jenipapo, ouricuri, embaúba, maria-preta, murici, olho-de-boi, sapucaia, sucupira, ipê-amarelo, entre outras.

O local serve de refúgio para vários animais locais como mamíferos quatis, tatus e preguiças; diversos anfíbios e répteis; e aves como o gavião-gato-do-nordeste, que se encontra ameaçado de extinção.

Problemas e ameaças

Fontes