RPPN Maria Maria



https://www.facebook.com/pages/RPPN-Maria-Maria/524679917650438?ref=hl Esse link, uma página no facebook, dará acesso a algumas informações inclusive cartográfica.

RPPN Maria Maria
Esfera Administrativa: Particular
Estado: Bahia
Município: Saúde
Categoria: Reserva Particular do Patrimônio Natural
Bioma: Caatinga
Área: 4,11 hectares
Diploma legal de criação: DOU de acordo com a Portaria 255, de 06 de agosto de 2013 do ICMBio.
Coordenação regional / Vinculação: INEMA
Contatos: Márcia Costa: (74) 88367128 / 35419424 (Miriam ou Marta/

Índice

Localização

Comunidade Paiaiá Município de Saúde - Bahia

Como chegar

Salvador no sentido Jacobina x Senhor do Bonfim, BA 131. Fica a 355 Km de Salvador.

Ingressos

5,00 reais a visita e 25,00 reais a diária para camping.

Onde ficar

Área de camping dentro da RPPN ou na sede do município de Saúde a 10 Kms.

Objetivos específicos da unidade

Além de preservar belezas cênicas e ambientes históricos a RPPN Maria Maria tem como objetivo a proteção de recursos hídricos, manejo de recursos naturais, desenvolvimento de pesquisas científicas, manutenção de equlíbrios climáticos ecológicos entre vários outros serviços ambientais a exemplo de atividades recreativas, turísticas e de educação ambiental.

Histórico

A área foi adquirida em 2009. Após um longo processo burocrático para aquisição do título da terra e as etapas de reconhecimento pelo ICMBio foi criada em dezembro de 2013 a RPPN Maria Maria. A reserva fica no Território Norte da Chapada Diamantina numa área de transição com clima mais ameno embora no bioma caatinga. Riquíssima em suas belezas naturais a região vem sendo cada vez mais depredada necessitando urgentemente de uma intervenção voltada para a preservação ambiental e promoção do desenvolvimento sustentável. Nos dados sobre a sua origem, pesquisas indicam os índios Payayá como os primeiros habitantes do município. Estes índios pertenciam às ”Tribos Colaterais” Tupinã-ki que habitavam em Ara Cruz e Santa Cruz, às margens do Rio Piraquê-Açu, na região das bacias dos Rios Itapicuru-Mirim, Itapicuru-Açu, Rio Payayá e Rio das Pedras. (PEREIRA, 2004.p.11)

Atrações

Trilhas, subida até a cachoeira do Paiaiá, vegetação rupestre, paredões, fauna, flora, observação celeste, hidroterapia, etc. O poço "Boca Calada", no rio Paiaiá. E uma das faces da formação rochosa conhecida localmente como "Morro da Santa".

Aspectos naturais

Bioma Caatinga; Vegetação predominante do ecótono Caatinga-Cerrado com ocorrência proeminente de palmeiras-pindobaçu (provavelmente'Attalea pindobassu'); Mata ciliar; Campos rupestres; e o rio Paiaiá é um dos limites da RPPN, sendo que a cerca de 1.200m a jusante dela forma a barragem responsável pelo abastecimento de água da cidade de Saúde/BA.

Relevo e clima

Apesar de sua localização no semi-árido baiano a área encontra-se em uma região mais úmida, se comparada com a sua vizinhança, apresentando valores de médias anuais de precipitação oscilando entre 950 a 1.000 mm. Existem áreas de serras, planaltos e de planícies com predominância do bioma caatinga e dos biomas cerrado e da mata atlântica.

Fauna e flora

É rica e encantadora em sua beleza natural com uma grande diversidade na flora (palmeira babaçu, jatobá, jurema, angico, aroeira, arnica, guabiraba, dentre outros) e fauna (sabiá, pássaro-preto, jurití, beija-flor, sariema, paca, gato-do-mato, veado do mato, tatu-verdadeiro, tatu-peba, cágado d’água, jibóia, jaracuçu, macaúba, cascavel, vaga-lumes, abelha nativa (jataí), abelha mandasáia, libelúlas, esquilos, macacos e outros) a maioria em processo de extinção.

Problemas e ameaças

Desmatamento e queimada dos mananciais e topos das serras, caça, mineração, etc.. A propriedade foi utilizada, décadas atrás, como pasto nativo e, em algumas áreas, houve cultivo de subsistência. Também há evidências de que as principais árvores com interesse econômico tenham sido cortadas no passado. Houve uma pequena e pontual prospecção de garimpeiros próximo ao rio Paiaiá em busca de ouro, mas as informações de moradores do local é de que não chegou a ser explorado o minério neste local.

Fontes

Relatório de vistoria do ICMBio, 2013 SRH, 2001 PEREIRA, Raimundo Moraes. Memórias na varanda: origens, história e estórias do município de Saúde – Salvador: Ed. do Autor, 2004. Moradores locais

Atualmente, a Reserva Natural Maria Maria possui uma modesta estrutura de atendimento aos visitantes, contando com uma casa-sede. A comunicação ainda não é possível pela falta de uma antena rural; não há energia elétrica, apesar do projeto “Luz para Todos” ter sido aprovado a quase seis anos para a localidade onde está situada a Reserva. É composto por área de camping para aproximadamente 20 pessoas, cozinha, área de descanso e para exercícios ao ar livre.

Das três trilhas ecológicas existentes apenas uma está sinalizada, a que dá acesso à Cachoeira do Payayá, todas apresentam boas condições e diferentes graus de dificuldade, podendo satisfazer diferentes usuários. Nas instalação para recebimento de visitantes pretendemos elaborar um quadro com o mapa da reserva, localizando as trilhas e a infra-estrutura disponível.

O histórico da Reserva Maria Maria mostra um processo gradual e positivo no desenvolvimento de ações junto ao entorno. Inicialmente, as ações foram mais voltadas para viabilizar as condições mínimas de administração, logística, manutenção e preservação da Reserva.

Ações de sensibilização, integradas às ações de proteção devem ser intensificadas ao longo do tempo e os projetos direcionados às comunidades do entorno devem crescer e se desdobrar em diferentes projetos de educação ambiental,integrando também o desenvolvimento de boas práticas produtivas, sendo elas estratégias previstas a serem colocadas no plano de manejo que é agora o nosso principal desafio!