Reserva Particular do Patrimônio Natural Gigante do Itaguaré

A Reserva Particular do Patrimônio Natural Gigante do Itaguaré está localizada na Serra da Mantiqueira e abriga o Pico do Itaguaré, um dos mais altos de SP, com 2.308 metros de altitude. A RPPN possui 358,64 hectares e suas nascentes alimentam o Rio Paraíba do Sul que abastece, entre outras, a região metropolitana do RJ. Classificada como prioridade “Extremamente Alta” para a conservação da biodiversidade pelo MMA e considerada pela IUCN como o oitavo local de área protegida mais insubstituível do planeta. Existem ações de proteção em andamento como: instalação de placas, elaboração de plano de proteção e estudos para plano de manejo. Saiba mais em www.ojidos.com.br/nossarppn


Reserva Particular do Patrimônio Natural Gigante do Itaguaré
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Sao Paulo
Município: Cruzeiro
Categoria: Reserva Particular do Patrimônio Natural
Bioma: Mata Atlântica
Área: 358,64 ha
Diploma legal de criação: Resolução SMA n.º 52, de 10 de maio de 2018
Coordenação regional / Vinculação: A RPPN é uma UC de propriedade e gestão privada.
Contatos: Flavio Ojidos: +55 11 97237-5851

Ojidos Consultoria Ambiental: +55 11 3586-9690

Índice

Localização

Estrada Municipal do Rio Monteiro. Bairro: Alto do Brejetuba, Cruzeiro - SP

Como chegar

Deve-se entrar em contato com o proprietário.

Ingressos

Ainda não há programa de visitação oficialmente estabelecido na RPPN.

Onde ficar

No entorno existem pousadas e chalés para alugar.

Objetivos específicos da unidade

Conservação, manutenção dos serviços ecossistêmicos, notadamente água e proteção da biodiversidade.

Histórico

A área foi adquirida por um grupo de amigos com a finalidade exclusive de conservação e aplicação da metodologia de CONSERVAÇÃO EM CICLO CONTÍNUO, que já está em curso, em caráter piloto. Além disso, a área está oficialmente habilitada pelo IBAMA como "Área de Soltura e Monitoramento de fauna", apesar de ainda não existir um programa em funcionamento.

Atrações

Pico do Itaguaré, o quinto pico mais alto do Estado de SP. Existem grupos de montanhistas que acessam a área por Passa Quatro - MG e outros que fazem a travessia Marins - Itaguaré. O trecho faz parte da Trilha Transmantiqueira, mas ainda não existe uma relação formal de apoio mútuo entre os montanhistas e a RPPN. Ações precisam ser realizadas para garantir a segurança dos visitantes e a integridade da reserva, notadamente em relação a lixo e risco de incêndio florestal.

Aspectos naturais

Predomínio de Floresta Ombrófila Densa Montana na RPPN, abrigando 33 nascentes em sua área. A propriedade que abriga a RPPN possui uma variação de altitude de cerca de 1200 metros, o que propicia uma grande diversidade de fauna e flora.

Relevo e clima

Relevo: Planalto da Serra da Mantiqueira, Granito Marins, Cambissolo Húmico. Clima: tropical de altitude.

Fauna e flora

Área de ocorrência de diversas espécies como gato-maracajá, caneleirinho-de-chapéu-preto, lobo-guará, onça-pintada, jaguatirica, onça-parda, entre outros. Como já informado, a propriedade está habilitada como Área de Soltura e monitoramento de fauna, apesar de ainda não existir um programa em funcionamento.

Problemas e ameaças

O maior risco da RPPN são os incêndios florestais.

Fontes

IPT, 1981 - Instituto de Pesquisas Tecnológicas do Estado de São Paulo. Mapa geológico do Estado de São Paulo: Escala 1:500 000.

IF, 2010 - Instituto Florestal. Distribuição dos remanescentes de vegetação natural existentes no estado de São Paulo, classificados por fitofisionomia. Mapeamento realizado com imagens de satélite 2008 e 2009, escala de interpretação 1:25.000.

IBAMA, 2014 - Lista Nacional das Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção. Portaria MMA nº 43/2014.

OJIDOS CONSULTORIA AMBIENTAL, 2018. Disponível em: http://www.ojidos.com.br/nossarppn. Acesso em: 07/2018

OLHO VERDE, 1989. Mapeamento da Vegetação Natural realizado a partir da classificação de imagens do satélite LANDSAT 5 TM de 1988/1989 do Estado de São Paulo. As informações planimétricas foram extraídas das cartas topográficas na escala 1:50.000 produzidas pelo IBGE, Instituto Geográfico e Geológico (IGG) e Departamento de Serviços Geográficos do Exército.