Sinalização da Trilha da Caranha, que liga as Praias da Barra e Ouvidor, em Garopaba. Foto: Divulgação/Rodrigo Prux de Oliveira e Cristiane Bossoni


A
Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca (SC) está recebendo um novo modelo de sinalização na Trilha da Caranha, que liga as Praias da Barra e Ouvidor, em Garopaba. A sinalização começou a ser realizada nos dias 23 e 24/11 e vai ao encontro da implementação do Sistema Brasileiro de Trilhas. O objetivo é conectar diferentes unidades de conservação do Brasil, ao ligar quatro grandes corredores de paisagens naturais no país.

Um desses corredores, a Trilha Litorânea, passará pelas cidades de Garopaba e Imbituba, em Santa Catarina. Com 8 mil km, este percurso liga o Chuí ao Oiapoque ao longo da costa brasileira. Por conta da grande extensão, o governo federal quer assegurar a padronização da sinalização em todas unidades de conservação que compõem o trajeto da Trilha Litorânea.

Com sinalização adequada se garante a boa gestão das trilhas, são minimizados diversos tipos de impacto ambiental e é incentivado o ecoturismo e o turismo de base comunitária. Além disso, ela oferece segurança para quem usa a trilha e organiza o fluxo por um único traçado, protegendo a flora, a fauna e a formação de caminhos secundários. A iniciativa é do Projeto de extensão de aperfeiçoamento profissional dos Condutores Ambientais e Guias de Turismo do IFSC Garopaba e do ICMBio.

A Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca terá uma sinalização específica, no formato de sola de bota com uma baleia franca, com sua cauda e nadadeiras em seu desenho. As cores adotadas serão o preto e o amarelo, de acordo com o padrão da rota principal da Trilha Litorânea. As cores adotadas seguem o padrão nacional da sinalização, com pegadas pretas e amarelas, conforme o sentido que se quer demonstrar (norte-sul e sul-norte).

 

*Com informações do ICMBio

 

 

 

Comentários

comentários