Baleia-de-bryde avistada no entorno do Parque Estadual Ilha Anchieta . Foto Rafaela Ferreira

Baleia-de-bryde avistada no entorno do Parque Estadual Ilha Anchieta . Foto Rafaela Ferreira

No último mês, duas baleias-de-bryde (Balaenoptera edeni) foram avistadas no entorno do Parque Estadual da Ilha Anchieta (SP), dentro do território da Área de Proteção Ambiental Marinha Litoral Norte (APAMLN). Entre o verão e o outono, os cardumes de sardinha-brasileira (Sardinella brasiliensis) – um dos alimentos da baleia-de-bryde – aproximam-se da costa. Por ser uma área de exclusão de pesca no entorno da ilha, o local se torna propício à sobrevivência das sardinhas e, consequentemente, à aproximação das baleias nesta época do ano. 

As visitas ilustres têm sido muito comuns nas últimas semanas, de acordo com os técnicos da unidade de conservação.

Não é apenas a baleia-de-bryde que visita as águas no entorno do Parque Estadual Ilha Anchieta. Frequentemente, são avistados grupos de golfinhos, que encantam as pessoas com suas manobras e brincadeiras aquáticas.

Golfinho avistado no entorno do Parque Estadual Ilha Anchieta. Foto: Mauro Castex

Golfinho avistado no entorno do Parque Estadual Ilha Anchieta. Foto: Mauro Castex

O Instituto Oceanográfico da Universidade de São Paulo (IO-USP) desenvolve uma pesquisa científica junto ao Parque, que visa descobrir, por meio de hidrofones, exatamente a época em que ocorre a presença de cetáceos e quais as espécies.  O professor orientador de doutorado do projeto, Marcos César de Oliveira, pede aos visitantes que não persigam, aproximem-se ou entrem na água com os animais, pois são atitudes que podem estressar os animais e colocar os envolvidos em riscos. Marcos afirma ainda que os registros fotográficos ou de vídeos podem contribuir com a pesquisa. “Quaisquer informações de avistagens são importantes para o nosso trabalho. Esses registros nos ajudam a identificar a espécie, bem como a localização aproximada ou precisa. Essas informações podem ser enviadas para o e-mail mcos@usp.br .”

A baleia-de-bryde

A baleia-de-bryde (Balaenoptera edeni) pode chegar a 15,5 m e pesar até 16 toneladas. Seus filhotes nascem com cerca de 4 m, após 11 meses de gestação. Ela pode consumir até 660 kg de sardinha em um único dia. Esta espécie não costuma se reunir em grandes grupos e não fazem grandes migrações. Seus hábitos ainda são pouco estudados, não sendo conhecidas ainda informações como a sua longevidade e padrões de deslocamento.

 

 

 

 

Comentários

comentários