O Parque Estadual da Serra do Rola-Moça abrange os municípios de Nova Lima, Brumadinho e Ibirité. Foto: Evandro Rodney/Agência Minas

O Parque Estadual da Serra do Rola-Moça abrange os municípios de Nova Lima, Brumadinho e Ibirité. Foto: Evandro Rodney/Agência Minas

O maior incêndio que destruiu grande parte da vegetação do Parque Estadual da Serra do Rola Moça (MG) no ano de 2014, matou centenas de animais e queimou áreas que estavam sendo recuperadas através de plantios, teve início no dia 12 de outubro, dia de Nossa Senhora Aparecida, no bairro Jardim Canadá, em Nova Lima – na divisa com a unidade de conservação.

Preocupados com a possibilidade da repetição do cenário de fogo e destruição, o Grupo de Prevenção e Controle de Incêndios Florestais do Entorno da Serra do Rola Moça, integrado por associações e condomínios da região e coordenado pela Associação Mineira de Defesa do Ambiente (Amda) e Instituto Casa Branca, realizarão ‘blitz’ para alertar e pedir cuidados com a queima de fogos. Os ambientalistas entregarão panfletos informativos que também alertam sobre queima de folhas e propõem que este material seja transformado em adubo através da compostagem. A blitz será realizada no sábado (10), entre 14h e 18h; e no domingo (11), de 9h às 12h, na portaria do parque.

Além da intervenção, um carro de som irá percorrer bairros no fim de semana, lembrando os moradores do incêndio ocorrido em 2014 e pedindo mais cuidados para evitar novas ocorrências. 

“Temos de ficar em prontidão máxima, pois os riscos são muito altos. Um quarto do parque já foi queimado no último incêndio (23/09). Isto não pode acontecer novamente”, desabafa o biólogo Francisco Mourão Vasconcelos, coordenador de uma das brigadas de incêndio voluntárias.

Mais informações sobre ação nos telefones: (31) 3291-0661 / 8489-9831 (Francisco Mourão – Amda) e (31) 9609-9713 (Roberto Caldeiras – Brigadista).

*Com informações do press release da Amda

 

 

 

Comentários

comentários