Fogo no Parque Nacional da Chapada Diamantina. Foto:Acervo/ICMBio


O combate a um incêndio que se propaga no Parque Nacional da Chapada Diamantina (BA) recebeu reforço ontem, segunda-feira, 15/10. O fogo começou na parte sul da unidade de Conservação, região conhecida como Chapadinha e teve origem externa ao Parque, na última sexta-feira (13/10). O incêndio já consumiu aproximadamente 2 mil hectares e a principal frente de fogo se encontra na região do Machobongo.

Todos os 42 brigadistas contratados estão envolvidos no combate. 12 brigadistas estão nos mirantes, em pontos estratégicos, para agirem como observadores e comunicar o surgimento ou alastramento de focos de incêndios. Além do efetivo de brigadistas, mais 20 profissionais do IBAMA PrevFogo também estão mobilizados.

O Parque ainda recebeu o apoio logístico das prefeituras e da população local. No último final de semana, a população mobilizou cerca de 30 voluntários que estão atuando no combate às chamas, com prospecção de aumento de voluntários. Ainda nesta terça-feira (16), a equipe recebe o reforço de 2 aeronaves air tractor , de mais 15 brigadistas do Grupo Ambiental do Torto (GAT) e do coordenador de Prevenção e Combate a Incêndios do ICMBio, Christian Berlinck.

O tempo seco (com temperaturas que variam entre 30 e 35°C) e a baixa umidade relativa do ar (há meses não chove na região) são fatores que propiciam o surgimento e alastramento de incêndios. O foco estratégico da operação está na proteção da “zona intangível”, onde está a maior parte dos recursos da biodiversidade.

Apesar do combate, o Parque Nacional da Chapada Diamantina continua operando normalmente e não está fechado para a visitação, já que o fogo se encontra em região remota da unidade, longe dos atrativos.

 

*Com informações do ICMBio

 

 

 

Comentários

comentários