Brigadistas do parque atuaram por 5 dias para controlar o fogo. Foto: Fernando Tatagiba/ICMBio


Depois de 5 dias de combate, o incêndio que queimou mais de 2 mil hectares do Parque Nacional da Serra de Itabaiana (SE) foi enfim controlado na noite de ontem (27/02). O fogo, de origem ainda desconhecida, atingiu a região da Serra da Taroba, Serra Comprida e o povoado Canjinha. Há 15 anos houve um incêndio na mesma área.

O fogo começou na manhã de sábado (23) e envolveu os 6 brigadistas do parque nacional, além de outros 16 brigadistas de Alagoas, Bahia e Pernambuco que foram convocados para apoiar no combate às chamas. Apesar de ainda não haver confirmação sobre a causa do fogo, há suspeitas de que ele pode ter se originado de uma roça.

De acordo com o gestor do parque, Marleno Costa, a próxima etapa agora será calcular o tamanho da área queimada e investigar a origem das chamas. “Depois de identificada as causas será feito um laudo de infração e destinado ao judiciário para que sejam tomadas as medidas administrativas. Uma pena monetária também pode ser dada ao infrator”, explica Marleno.

 

 

 

Comentários

comentários