O Parque Estadual da Caverna do Diabo é uma das áreas protegidas incluídas no guia. Foto: Alef Aguiar/WikiParques


Nem só de asfalto e arranha-céus vivem os paulistas como prova o recém-lançado Guia de Áreas Protegidas, website organizado pela Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo. Com mais de 150 unidades de conservação estaduais, de parques à reservas extrativistas, a página reúne informações necessárias para quem quer planejar a visita a uma destas áreas protegidas.

O objetivo da Secretaria é que o Guia funcione como uma ferramenta para aproximar a população de São Paulo das áreas verdes do estado. Além de poder acessar separadamente as informações de cada uma das unidades de conservação e de procurá-las por município, o visitante também pode visualizar um mapa do estado que mostra a localização de cada uma. 

O site também traz informações como: distância da unidade de conservação para a capital paulista; dados para contato com gestão; horários e valor de ingresso; infraestrutura existente; opções e disponibilidade de atrativos (trilhas, cachoeiras, praias); informações dos aspectos naturais, como o bioma e fauna e flora. Entre as unidades de conservação listadas estão o Parque Estadual da Caverna do Diabo e Parque Estadual de Ilhabela.

De acordo com o diretor executivo da Fundação Florestal, órgão responsável pela administração das unidades de conservação, Rodrigo Levkovicz, existem muitas opções de ecoturismo no estado. “São Paulo é um dos destinos mais interessantes do Brasil. Rico em florestas, praias, cachoeiras, cavernas e paisagens diversas, o Estado é guardião de importantes remanescentes de Mata Atlântica, uma das áreas de maior biodiversidade do planeta, bem como de outros biomas igualmente ricos e diversificados”, explica.

 

*Com informações do Governo do Estado de São Paulo

 

 

 

Comentários

comentários