A roteirista da websérie apresenta o Pé no Parque ao público antes da exibição no festival. Foto: Bruno Kelly/Pé no Parque


Na última sexta-feira (15/11), Novo Airão parou para assistir ao XXII Eco Festival do Peixe-Boi, evento anual que movimenta a cidade amazonense com apresentações e feiras culturais. A abertura da 22ª edição teve um ingrediente especial: o lançamento da 5ª temporada do Pé no Parque, filmada no Parque Nacional de Anavilhanas (AM), área protegida localizada no município. Mais de 200 pessoas assistiram aos quatro episódios que percorrem o arquipélago fluvial e se emocionaram com as histórias de quem aprendeu que a floresta vale mais em pé.

O evento organizado pela Prefeitura de Novo Airão celebra a dança e música regionais e também marca um tradicional “duelo” entre dois grupos de “peixes-boi” – o Jaú e o Anavilhanas -, em homenagem aos dois parques nacionais que protegem o rio Negro. Logo na abertura do evento, a roteirista da websérie, Duda Menegassi, apresentou o Pé no Parque a um público composto por moradores locais. Vários personagens da temporada também prestigiaram a estreia, entre eles a gestora do Parque Nacional de Anavilhanas, Priscila Santos.

Das arquibancadas, o público acompanhou atento aos episódios da nova temporada. Foto: Bruno Kelly/Pé no Parque


Além da exibição no festival, o Movimento Pé no Parque organizou ações de educação ambiental no dia 14/11, junto com o Instituto Moleque Mateiro e com o apoio da Fundação Almerinda Malaquias (FAM). Mais de 50 alunos da rede municipal de Novo Airão participaram da História dos Sentidos, vivência que contou a história da Amazônia e do arquipélago de Anavilhanas através dos sentidos – olfato, audição, tato e paladar – das crianças. Educadores da FAM também participaram da vivência.

História dos Sentidos na Amazônia. Foto: Bruno Kelly/Pé no Parque


As ações foram realizadas no Centro Ekobé, mantido pela FAM, e reconhecido pelo Ministério do Meio Ambiente como Sala Verde. Além da História dos Sentidos, os alunos fizeram uma trilha guiada por um monitor ambiental da Fundação, e plantaram uma muda de urucuzeiro (Bixa orellana).

Alunos realizam o plantio de uma muda de urucuzeiro em nome do Movimento Pé no Parque. Foto: Bruno Kelly/Pé no Parque


Nesta quarta-feira (20/11) às 19h00, o primeiro episódio da 5ª temporada será disponibilizado no Youtube, no canal do WikiParques. Os lançamentos dos próximos episódios será nas semanas seguintes, sempre às quartas-feiras, e ficarão disponíveis online na página do projeto e no Youtube.

A nova temporada de Pé no Parque retrata a beleza singular de Anavilhanas e seu arquipélago formado por mais de 400 ilhas espalhadas ao longo do rio Negro, o segundo maior arquipélago fluvial do mundo, e pelos personagens que habitam essa região, os caboclos ribeirinhos. A websérie é dirigida pelo fotógrafo Marcio Isensee e Sá, diretor do documentário Sob a Para do Boi (2018), e produzida por WikiParques e ((o)) eco, com patrocínio da Fundação Grupo Boticário de Proteção à Natureza.

Confira a sinopse dos episódios e data dos lançamentos:

Episódio 1: Amazônia em Pé
A 200 quilômetros de Manaus (AM), o Parque Nacional de Anavilhanas protege o segundo maior arquipélago fluvial do mundo. Com cerca de 400 ilhas em meio ao Rio Negro, o parque é o local perfeito para conhecer a flora, a fauna, as águas, a história e a cultura amazônica, demonstrando a importância de conservar a natureza.

Disponível a partir do dia 20/11, às 19h00

Episódio 2: Origens do caboclo ribeirinho
Além dos atrativos naturais, Anavilhanas preserva a cultura do caboclo ribeirinho com artesanato com palha-inajá e culinária a base de peixe, frutos e mandioca. Outros ativos históricos são as ruínas de Velho Airão, o antigo centro comercial do Ciclo da Borracha, e artes rupestres esculpidas por povos indígenas.

Disponível a partir do dia 27/11, às 19h00

Episódio 3: Rio Negro
Com suas águas escuras, o Rio Negro transforma a paisagem de Anavilhanas ao longo do ano com seus períodos de cheia e seca. O rio é conservado por um mosaico de áreas protegidas e reserva belas paisagens ao turista, como as florestas alagadas de igapó.

Disponível a partir do dia 04/12, às 19h00

Episódio 4: A floresta é o atrativo
O Parque Nacional de Anavilhanas possui uma série de atrativos que fortalecem o turismo de base comunitária. A visitação nutre a sensação de pertencimento da população local e reforma a importância de conservar a natureza.

Disponível a partir do dia 11/12, às 19h00

Crianças também fizeram trilha interpretativa dentro do Ekobé. Foto: Bruno Kelly/Pé no Parque


O parque

Localizado a 200 km de Manaus, o Parque Nacional de Anavilhanas é acessado por Novo Airão e pode ser visitado o ano todo. Estão entre os atrativos do parque passeios aquáticos; trilhas terrestres e observação de flora e fauna. De setembro a fevereiro, no período de seca, o parque oferece ao turista belas praias de areia branca. Nos meses de cheia, o turista é levado a trilhas aquáticas para conhecer florestas alagadas de igapó. Não há cobrança de ingresso para acessar o parque e as atividades são oferecidas por agentes de turismo e guias locais.

 

 

 

Comentários

comentários