Editando Estação Ecológica Alto Maués

Ir para navegação Ir para pesquisar

Aviso: Você não está conectado. Seu endereço IP será visível publicamente se você fizer alguma edição. Se você fizer login ou criar uma conta, suas edições serão atribuídas ao seu nome de usuário, juntamente com outros benefícios.

A edição pôde ser desfeita. Por gentileza, verifique o comparativo a seguir para se certificar de que é isto que deseja fazer, salvando as alterações após ter terminado de revisá-las.

Esta página suporta marcações semânticas no texto (por exemplo, "[[Is specified as::World Heritage Site]]") para construir conteúdo estruturado e recuperável por consultas providas pelo Semantic MediaWiki. Para uma descrição completa sobre como utilizar marcações ou a função #ask, por favor, leia as páginas de ajuda: primeiros passos, marcação no texto ou consultas embutidas.

Revisão atual Seu texto
Linha 1: Linha 1:
 
{{Parks
 
{{Parks
|Introducao=Localizada a 280 quilômetros de Manaus, a Estação Ecológica Alto Maués apresenta uma das maiores concentrações de primatas do mundo.
+
|Introducao=Localizada a 280 quilômetros de Manaus, a Estação Ecológica Alto Maués apresenta uma das maiores concentrações de primatas do mundo.  
 
|Administration=Federal
 
|Administration=Federal
 
|State=Amazonas
 
|State=Amazonas
Linha 21: Linha 21:
  
 
A Unidade de Conservação localiza-se a 280 quilômetros de Manaus, na interbacia formada pelos rios Madeira e Tapajós, na área também conhecida como Ecorregião Madeira-Tapajós. Com 95.136 km² de área, esta interbacia tem nos rios Abacaxis e Maués-Açú seus principais cursos d'água. A bacia do rio Abacaxis ocupa a porção ocidental e dela fazem parte, como afluentes do corpo hídrico principal, os rios Curauari, Caramuri e Paracati; além dos igarapés da Onça, Miriti, Jabuti e Açú, pela margem direita, e os rios Curupá, Mari-mari pela margem esquerda.
 
A Unidade de Conservação localiza-se a 280 quilômetros de Manaus, na interbacia formada pelos rios Madeira e Tapajós, na área também conhecida como Ecorregião Madeira-Tapajós. Com 95.136 km² de área, esta interbacia tem nos rios Abacaxis e Maués-Açú seus principais cursos d'água. A bacia do rio Abacaxis ocupa a porção ocidental e dela fazem parte, como afluentes do corpo hídrico principal, os rios Curauari, Caramuri e Paracati; além dos igarapés da Onça, Miriti, Jabuti e Açú, pela margem direita, e os rios Curupá, Mari-mari pela margem esquerda.
|Tickets=Não há registro ou monitoramento de atividade na Unidade. A atividade poderá ser permitida, mas apenas com finalidade educacional e científica, por se tratar de uma Estação Ecológica.
 
 
|Objectives=Proteger amostra da floresta ombrófila e de formações vegetais associadas, garantir a perenidade dos serviços ecossistêmicos e contribuir para a estabilidade ambiental da região onde se insere.
 
|Objectives=Proteger amostra da floresta ombrófila e de formações vegetais associadas, garantir a perenidade dos serviços ecossistêmicos e contribuir para a estabilidade ambiental da região onde se insere.
 
|History=A partir do fim de 2011, a criação da Esec Alto Maués passou a ser apresentada publicamente pelo governo federal como uma 'compensação' pelos impactos ambientais sofridos pela unidade, ou seja, por causa da  expansão da matriz energética brasileira.
 
|History=A partir do fim de 2011, a criação da Esec Alto Maués passou a ser apresentada publicamente pelo governo federal como uma 'compensação' pelos impactos ambientais sofridos pela unidade, ou seja, por causa da  expansão da matriz energética brasileira.
  
 
Em 16 de outubro de 2014, a unidade de conservação foi criada para proteger foresta ombrófila e de formações vegetais associadas.
 
Em 16 de outubro de 2014, a unidade de conservação foi criada para proteger foresta ombrófila e de formações vegetais associadas.
|Natural aspects=A cobertura vegetal local é predominantemente formada por Floresta Ombrófila Densa Submontana Dossel Emergente, correspondendo a 77,80% da área da Unidade de Conservação, sendo possível também identificar tipologias de menor representatividade, sendo elas Floresta Ombrófila Densa Submontana Dossel Uniforme (representando aproximadamente 6,87% da área); Floresta Ombrófila Densa Aluvial Dossel Uniforme (representando aproximadamente 2,59% da área); Floresta Ombrófila Aberta Submontana Com Cipós (representando aproximadamente 1,52% da área) e Floresta Ombrófila Densa Terras Baixas Dossel Emergente (representando aproximadamente 0,09% da área).
 
 
|Geography and climate=O relevo da ESEC Alto Alto Maués é ondulado e forte ondulado, suave ondulado a ondulado com com elevações de topos esbatidos, pendentes longas de centenas de metros e vales em V, bem aberto.
 
|Geography and climate=O relevo da ESEC Alto Alto Maués é ondulado e forte ondulado, suave ondulado a ondulado com com elevações de topos esbatidos, pendentes longas de centenas de metros e vales em V, bem aberto.
  

Por favor, note que todas as suas contribuições em WikiParques podem ser editadas, alteradas ou removidas por outros contribuidores. Se você não deseja que o seu texto seja inexoravelmente editado, não o envie.
Você está, ao mesmo tempo, a garantir-nos que isto é algo escrito por si, ou algo copiado de alguma fonte de textos em domínio público ou similarmente de teor livre (veja Wikiparques:Direitos de autor para detalhes). NÃO ENVIE TRABALHO PROTEGIDO POR DIREITOS DE AUTOR SEM A DEVIDA PERMISSÃO!

Cancelar Ajuda de edição (abre numa nova janela)

Predefinição usada nesta página: