Editando Estação Ecológica de Aracuri-Esmeralda

Ir para navegação Ir para pesquisar

Aviso: Você não está conectado. Seu endereço IP será visível publicamente se você fizer alguma edição. Se você fizer login ou criar uma conta, suas edições serão atribuídas ao seu nome de usuário, juntamente com outros benefícios.

A edição pôde ser desfeita. Por gentileza, verifique o comparativo a seguir para se certificar de que é isto que deseja fazer, salvando as alterações após ter terminado de revisá-las.

Esta página suporta marcações semânticas no texto (por exemplo, "[[Is specified as::World Heritage Site]]") para construir conteúdo estruturado e recuperável por consultas providas pelo Semantic MediaWiki. Para uma descrição completa sobre como utilizar marcações ou a função #ask, por favor, leia as páginas de ajuda: primeiros passos, marcação no texto ou consultas embutidas.

Revisão atual Seu texto
Linha 1: Linha 1:
 
{{Parks
 
{{Parks
|Introducao=A Estação Ecológica Aracuri-Esmeralda foi criada em 02 de junho de 1981 com o objetivo de preservar a natureza ali existente e para a realização de pesquisas científicas.Com área de 274,49 ha, o bioma predominante é a Mata Atlântica.
 
 
|Administration=Federal
 
|Administration=Federal
 
|State=Rio Grande do Sul
 
|State=Rio Grande do Sul
Linha 27: Linha 26:
 
|Tickets=Por se tratar de Estação Ecológica a visitação só é permitida com a finalidade pedagógica, pesquisa, educação ambiental e contemplação, com agendamento prévio.
 
|Tickets=Por se tratar de Estação Ecológica a visitação só é permitida com a finalidade pedagógica, pesquisa, educação ambiental e contemplação, com agendamento prévio.
 
Período para a visitação:Segunda a Segunda, 08:00 as 18:00
 
Período para a visitação:Segunda a Segunda, 08:00 as 18:00
|Objectives=Preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas.
 
 
|History=A palavra indígena ARACURI remete diretamente à importância ecológica da área como refúgio para o papagaio-charão, o prefixo ARA é derivado de arara, que designa os psitacídeos, e CURI designa a araucária.  
 
|History=A palavra indígena ARACURI remete diretamente à importância ecológica da área como refúgio para o papagaio-charão, o prefixo ARA é derivado de arara, que designa os psitacídeos, e CURI designa a araucária.  
  
Linha 41: Linha 39:
 
|Geography and climate=A área onde se localiza a ESEC de Aracuri-Esmeralda está inserida no Planalto Meridional Brasileiro, em uma região conhecida como Campos de Cima da Serra, apresentando um relevo de coxilhas vegetadas por campos e matas de araucárias. Os terrenos dessa parte dos Campos de Cima da Serra caracterizam-se por serem ondulados a fortemente ondulados, variando de 5 a 25% de declividade. Quanto ao tipo de modelagem do relevo, o IBGE classifica a área como uma modelagem de dissecação fluvial que não obedece a nenhum controle estrutural, definida pela combinação das variáveis densidade e aprofundamento da drenagem. A área apresenta um Índice de Dissecação muito fraco, enquanto que o aprofundamento das incisões no relevo, devido a baixa densidade da drenagem, é classificado como muito grosseiro. A região é caracterizada por um conjunto de formas de relevo de topos convexos, em geral esculpidas em rochas cristalinas e eventualmente também em sedimentos, às vezes denotando controle estrutural. São entalhadas por sulcos e cabeceiras de drenagem de primeira ordem. No que se refere à predisposição à erosão, a região da UC apresenta um baixo índice de Instabilidade Morfodinâmica. Entre os fatores que favorecem essa condição, estão a conformação do relevo e a composição estrutural do solo.
 
|Geography and climate=A área onde se localiza a ESEC de Aracuri-Esmeralda está inserida no Planalto Meridional Brasileiro, em uma região conhecida como Campos de Cima da Serra, apresentando um relevo de coxilhas vegetadas por campos e matas de araucárias. Os terrenos dessa parte dos Campos de Cima da Serra caracterizam-se por serem ondulados a fortemente ondulados, variando de 5 a 25% de declividade. Quanto ao tipo de modelagem do relevo, o IBGE classifica a área como uma modelagem de dissecação fluvial que não obedece a nenhum controle estrutural, definida pela combinação das variáveis densidade e aprofundamento da drenagem. A área apresenta um Índice de Dissecação muito fraco, enquanto que o aprofundamento das incisões no relevo, devido a baixa densidade da drenagem, é classificado como muito grosseiro. A região é caracterizada por um conjunto de formas de relevo de topos convexos, em geral esculpidas em rochas cristalinas e eventualmente também em sedimentos, às vezes denotando controle estrutural. São entalhadas por sulcos e cabeceiras de drenagem de primeira ordem. No que se refere à predisposição à erosão, a região da UC apresenta um baixo índice de Instabilidade Morfodinâmica. Entre os fatores que favorecem essa condição, estão a conformação do relevo e a composição estrutural do solo.
  
A região em que está situada a Estação Ecológica Aracuri enquadra-se, segundo a classificação de Köppen, no tipo climático Cfb, que se caracteriza por ser um clima temperado úmido, com chuvas bem distribuídas durante o ano e com temperatura média mensal mais quente inferior a 22°C.
+
A região em que está situada a Estação Ecológica Aracuri enquadra-se, segundo a classificação de Köppen, no tipo climático Cfb, que se caracteriza por ser um clima temperado úmido, com chuvas bem distribuídas durante o ano e com temperatura média mensal mais quente inferior a 22°C.  
|Fauna and flora=A ESEC Aracuri-Esmeralda abriga espécies como o Papagaio-Charão,guaracava-de-bico-curto, cachorro-do-mato (Cerdocyon thous),  cachorro-do-campo (Lycalopex gymnocercus), jaguatirica (Leopardus pardalis), puma (Puma concolor),morcego Myotis ruber, lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), jaguatirica (Leopardus pardalis), gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus),gato-maracajá (Leopardus wiedii), puma (Puma concolor) e veado-bororó (Mazama nana).
 
|Threats and problems=Sete espécies encontram-se na lista nacional de espécies ameaçadas de extinção: morcego Myotis ruber, lobo-guará (Chrysocyon brachyurus), jaguatirica (Leopardus pardalis), gato-do-mato-pequeno (Leopardus tigrinus),
 
gato-maracajá (Leopardus wiedii), puma (Puma concolor) e veado-bororó (Mazama nana).
 
 
 
Além disso, a Esec Aracuri-Esmeralda sofre com queimadas, muitas de origem criminosa.
 
 
|Sources=Plano de Manejo da Estação Ecológica Aracuri-Esmeralda: http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades-coservacao/encarte_2.pdf
 
|Sources=Plano de Manejo da Estação Ecológica Aracuri-Esmeralda: http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades-coservacao/encarte_2.pdf
  
 
CNUC: http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=50
 
CNUC: http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=50
 +
 +
 
}}
 
}}

Por favor, note que todas as suas contribuições em WikiParques podem ser editadas, alteradas ou removidas por outros contribuidores. Se você não deseja que o seu texto seja inexoravelmente editado, não o envie.
Você está, ao mesmo tempo, a garantir-nos que isto é algo escrito por si, ou algo copiado de alguma fonte de textos em domínio público ou similarmente de teor livre (veja Wikiparques:Direitos de autor para detalhes). NÃO ENVIE TRABALHO PROTEGIDO POR DIREITOS DE AUTOR SEM A DEVIDA PERMISSÃO!

Cancelar Ajuda de edição (abre numa nova janela)

Predefinição usada nesta página: