Editando Floresta Nacional do Jamanxim

Ir para navegação Ir para pesquisar

Aviso: Você não está conectado. Seu endereço IP será visível publicamente se você fizer alguma edição. Se você fizer login ou criar uma conta, suas edições serão atribuídas ao seu nome de usuário, juntamente com outros benefícios.

A edição pôde ser desfeita. Por gentileza, verifique o comparativo a seguir para se certificar de que é isto que deseja fazer, salvando as alterações após ter terminado de revisá-las.

Esta página suporta marcações semânticas no texto (por exemplo, "[[Is specified as::World Heritage Site]]") para construir conteúdo estruturado e recuperável por consultas providas pelo Semantic MediaWiki. Para uma descrição completa sobre como utilizar marcações ou a função #ask, por favor, leia as páginas de ajuda: primeiros passos, marcação no texto ou consultas embutidas.

Revisão atual Seu texto
Linha 1: Linha 1:
 
{{Parks
 
{{Parks
 
|Introducao=''[http://www.wikiparques.org/tag/floresta-nacional-do-jamanxim/ Fique por dentro das novidades da Floresta Nacional do Jamanxim no '''Blog do WikiParques''']''
 
|Introducao=''[http://www.wikiparques.org/tag/floresta-nacional-do-jamanxim/ Fique por dentro das novidades da Floresta Nacional do Jamanxim no '''Blog do WikiParques''']''
|Map={{#display_map:|center=-7.484205762436427, -55.74579499999999
 
|zoom=7
 
|type=satellite
 
|fusiontables=10mGWKIOWIYFfH6r9TUrztGdxfcrYNoYRTn_bx40W}}
 
 
|Administration=Federal
 
|Administration=Federal
 
|State=Para
 
|State=Para
Linha 67: Linha 63:
 
A amplitude térmica mensal apresenta pequena variabilidade girando em torno de 2°C (considerando as médias mensais anuais). As temperaturas são mais elevadas de setembro a novembro, decaindo a partir do mês de dezembro. Este fato coincide com a época de menores índices pluviométricos.
 
A amplitude térmica mensal apresenta pequena variabilidade girando em torno de 2°C (considerando as médias mensais anuais). As temperaturas são mais elevadas de setembro a novembro, decaindo a partir do mês de dezembro. Este fato coincide com a época de menores índices pluviométricos.
  
Os dados de umidade relativa do ar, na região de estudo, revelam uma média de 88% e 82% em Jacareacanga e Altamira respectivamente, sendo o mês com maior índice o mês de fevereiro (Altamira) e março (Jacareacanga), e a mais baixa em setembro.
+
Os dados de umidade relativa do ar, na região de estudo, revelam uma média de 88% e 82% em Jacareacanga e Altamira respectivamente, sendo o mês com maior índice o mês de fevereiro (Altamira) e março (Jacareacanga), e a mais baixa em setembro.  
 
|Fauna and flora====Flora===
 
|Fauna and flora====Flora===
 
Foram identificados 333 táxons em nível de espécies e morfoespécies, distribuídos em 26 famílias botânicas na FNJ. Estes números indicam que a área possui uma alta diversidade florística, uma vez que para aquela região foram encontradas 336 espécies de árvores em 10 inventários florísticos, conforme se depreende do relatório do
 
Foram identificados 333 táxons em nível de espécies e morfoespécies, distribuídos em 26 famílias botânicas na FNJ. Estes números indicam que a área possui uma alta diversidade florística, uma vez que para aquela região foram encontradas 336 espécies de árvores em 10 inventários florísticos, conforme se depreende do relatório do
 
Zoneamento Ecológico-econômico da BR 163. Este número expressivo de espécies arbóreas mais as espécies aqui registradas vêm corroborar com os resultados de Ducke & Black (1954), que afirmam tratar-se de uma das áreas de maior heterogeneidade florística da Amazônia Brasileira.
 
Zoneamento Ecológico-econômico da BR 163. Este número expressivo de espécies arbóreas mais as espécies aqui registradas vêm corroborar com os resultados de Ducke & Black (1954), que afirmam tratar-se de uma das áreas de maior heterogeneidade florística da Amazônia Brasileira.
  
As famílias botânicas que apresentaram a maior diversidade espécie foram: Orchidaceae com 121 espécies; Araceae com 59 espécies; Arecaceae com 42 espécies; e Bromeliaceae com 27 espécies. Essas 4 famílias juntas são responsáveis por 74,55% de todos os táxons registrados no presente trabalho. O número de táxons em nível específico, das 22 famílias restantes, variou entre Maranthaceae, com 14 espécies e 5 outras famílias com uma única espécie: Agavaceae, Eriocaulaceae; Strelitziaceae, Vitaceae e Veloziaceae, estas, todas são famílias pouco diversificadas e, com exceção de Vitaceae, as demais são de ambientes específicos, restritos e, normalmente, com alta seletividade devido à pressões ambientais rigorosas, portanto, podem ser consideradas raras e de grande importância científica e conservacionista. Agavaceae, Alstroemeriaceae, Amarilidaceae, Haemodoraceae, Commelinaceae e Veloziaceae ocorreram especificamente nos afloramentos rochosos de Floresta Semi-decídua. As demais famílias, que apresentaram entre duas e 11 espécies, destacando-se: Alstroemeriaceae, Amarilidaceae, Aristolochiaceae, Begoniaceae, Commelinaceae, Cyclantaceae, e Rapateaceae são, também, táxons de baixa diversidade e de ocorrência em ambientes especiais.
+
As famílias botânicas que apresentaram a maior diversidade espécie foram: Orchidaceae com 121 espécies; Araceae com 59 espécies; Arecaceae com 42 espécies; e Bromeliaceae com 27 espécies. Essas 4 famílias juntas são responsáveis por 74,55% de todos os táxons registrados no presente trabalho. O número de táxons em nível específico, das 22 famílias restantes, variou entre Maranthaceae, com 14 espécies e 5 outras famílias com uma única espécie: Agavaceae, Eriocaulaceae; Strelitziaceae, Vitaceae e Veloziaceae, estas, todas são famílias pouco diversificadas e, com exceção de Vitaceae, as demais são de ambientes específicos, restritos e, normalmente, com alta seletividade devido à pressões ambientais rigorosas, portanto, podem ser consideradas raras e de grande importância científica e conservacionista. Agavaceae, Alstroemeriaceae, Amarilidaceae, Haemodoraceae, Commelinaceae e Veloziaceae ocorreram especificamente nos afloramentos rochosos de Floresta Semi-decídua. As demais famílias, que apresentaram entre duas e 11 espécies, destacando-se: Alstroemeriaceae, Amarilidaceae, Aristolochiaceae, Begoniaceae, Commelinaceae, Cyclantaceae, e Rapateaceae são, também, táxons de baixa diversidade e de ocorrência em ambientes especiais.  
 
|Sources=[http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades-coservacao/flona_jamanxim.pdf Plano de Manejo]
 
|Sources=[http://www.icmbio.gov.br/portal/images/stories/imgs-unidades-coservacao/flona_jamanxim.pdf Plano de Manejo]
 
}}
 
}}
 
[[Categoria:Unidades de conservação]]
 
[[Categoria:Unidades de conservação]]

Por favor, note que todas as suas contribuições em WikiParques podem ser editadas, alteradas ou removidas por outros contribuidores. Se você não deseja que o seu texto seja inexoravelmente editado, não o envie.
Você está, ao mesmo tempo, a garantir-nos que isto é algo escrito por si, ou algo copiado de alguma fonte de textos em domínio público ou similarmente de teor livre (veja Wikiparques:Direitos de autor para detalhes). NÃO ENVIE TRABALHO PROTEGIDO POR DIREITOS DE AUTOR SEM A DEVIDA PERMISSÃO!

Cancelar Ajuda de edição (abre numa nova janela)

Predefinição usada nesta página: