Parabéns, Parque Florestal Estadual da Baleia


O Parque Florestal Estadual da Baleia é um importante ator na preservação ambiental de Belo Horizonte e da Região Metropolitana. Foto: Acervo IEF

No dia 27 de janeiro, o Parque Florestal Estadual da Baleia (MG) chegou aos seus 86 anos de existência se mantendo como importante ator na preservação ambiental de Belo Horizonte e da Região Metropolitana. A primeira unidade de conservação criada no município e uma das primeiras do estado, o Baleia tem a finalidade de resguardar o patrimônio florestal e paisagístico de Belo Horizonte e oferecer à população possibilidades de recreação e lazer.

Criado pelo Decreto Estadual nº 28. 162 de 1988, a unidade de conservação foi inicialmente batizada de Jardim Botânico da Fazenda da Baleia, por meio do Decreto Estadual nº 10.232/1932. Na ocasião, ele tinha como objetivo servir de área para estudo da flora mineira e aclimatação de plantas de valor econômico. A escolha do nome do parque, segundo relatos da comunidade local, está relacionada a uma formação rochosa da região com forma que faz lembrar o corpo de uma baleia.

A unidade de conservação possui 102 hectares e está inserida no bioma Mata Atlântica, na faixa de transição com o Cerrado. É uma importante área que garante a proteção de diversas espécies de flora e fauna, além de apresentar exuberante riqueza natural.

Na região já foram vistos lagartos e outros répteis, aves como maritacas, tucanos e, ainda vários mamíferos como cotias, macacos, esquilos, entre outras espécies. Dentro das matas é possível encontrar também as ruínas de um muro de pedra construído por escravos, com aproximadamente um quilômetro, que são os vestígios do antigo Curral Del Rey.

Visitação

O parque pode ser visitado durante todo o ano, de segunda a sexta-feira, das 08h00 às 16h00, mediante agendamento prévio junto ao IEF. O contato para agendamentos é feito pelo telefone (31) 3228-7782 ou pelo e-mail pe.baleia@meioambiente.mg.gov.br

 

 

*Com informações do IEF

 
 
 

Post navigation

Anterior

Próximo