Visitação em unidades de conservação federais cresceu em 2016


A Reserva Extrativista Marinha Arraial do Cabo (RJ) é a novidade da lista de unidades de conservação mais visitadas. Em 2015, ela assumiu o 5º lugar. Foto: Acervo ICMBio
A Reserva Extrativista Marinha Arraial do Cabo (RJ) é a novidade da lista de unidades de conservação mais visitadas. Em 2015, ela assumiu o 5º lugar. Foto: Acervo ICMBio

Na quarta-feira (15/02), o ICMBio divulgou o balanço da visitação nas unidades de conservação federais em 2016. Os números indicam uma leve alta em relação a 2015, passando de 8,07 milhões para 8,29 milhões.

A unidade mais visitada continua sendo o Parque Nacional da Tijuca (RJ) que recebeu 2.720.517 de pessoas. Em seguida, vem o Parque Nacional do Iguaçu (PR) com 1.560.792 visitantes, o Parque Nacional de Jericoacoara (CE) com 780 mil, e o Parque Nacional de Fernando de Noronha (PE) com 389 mil.

Nesta lista das unidades mais frequentadas, a novidades é a Reserva Extrativista Marinha Arraial do Cabo (RJ) que, graças a um esforço de monitoramento do número de visitantes, passou a figurar na quinta posição, com 382.647 visitantes. Fechando o topo da lista estão o Parque Nacional de Brasília (DF), a Área de Proteção Ambiental da Costa dos Corais (AL/PE), a Floresta Nacional dos Carajás (PA), o Parque Nacional da Serra dos Órgãos (RJ) e Parques Nacional da Chapada dos Guimarães (MT).

Infográfico: Celise Duarte/Ascom ICMBio
Infográfico: Celise Duarte/Ascom ICMBio

 

Segundo a Coordenação de Visitação do ICMBio, os resultados permitem melhor entendimento da importância das unidades de conservação como indutores do desenvolvimento econômico a partir do estímulo ao ecoturismo. Os dados ajudam a construir políticas mais sólidas de implementação das unidades de conservação, assim como identificar oportunidades de parcerias com a iniciativa privada e compatibilizar o desenvolvimento das atividades de visitação com os esforços de conservação da biodiversidade.

Você pode acessar aqui os dados gerais de visitação

 

*Com informações da Comunicação ICMBio

 

 

 

Post navigation

Anterior

Próximo