Cachoeira do Encanto é um dos novos atrativos do Parque Estadual do Ibitipoca. Foto: Duda Menegassi


O final de semana foi movimentado no Parque Estadual do Ibitipoca (MG). Além de iniciar os trabalhos de sinalização da Trilha Transmantiqueira em Ibitipoca, o parque mineiro inaugurou uma trilha que dá acesso a 3 cachoeiras. Os novos atrativos prometem ajudar a distribuir melhor os visitantes do parque, em sua maioria em busca da famosa Janela do Céu. O cartão-postal de Ibitipoca será a linha de chegada da Transmantiqueira, percurso de mais de 1.000 km que cruza a Serra da Mantiqueira.

As ações começaram ainda na sexta-feira (08/11), quando foi realizado o 9º Seminário da Trilha Transmantiqueira, que apresentou o projeto da trilha de longo curso e capacitou os participantes para sinalização de acordo com os padrões seguidos pela Rede Brasileira de Trilhas de Longo Curso. Cerca de 40 pessoas participaram do seminário, entre elas a gestora do parque, Clarice Silva; voluntários e servidores da unidade de conservação; moradores do entorno e guias locais; além de representantes da Associação dos Municípios do Circuito Turístico Serras de Ibitipoca. Outras áreas protegidas também enviaram seus gestores, como o recém-criado Parque Estadual da Serra Negra da Mantiqueira e a Reserva Particular do Patrimônio Natural do Chapadão da Serra Negra.

A Transmantiqueira será mais uma opção de atrativo para região de Ibitipoca e ajudará a promover a conectividade do parque com outras áreas naturais. “A Transmantiqueira por ser uma trilha de longo curso é um componente de integração do parque. E é um corredor de conservação e de geração de emprego e renda”, pontua a gestora do parque.

Sinalização da Transmantiqueira na Portaria do parque. Foto: Duda Menegassi


A sinalização da Transmantiqueira em Ibitipoca teve início em dois trechos, na Rancharia, que antecede a entrada no parque, e no trecho da Portaria até a Janela do Céu. O trabalho foi interrompido por causa da forte chuva que caiu no sábado, mas cerca de 6 quilômetros de trilha já foram sinalizados.

Mesmo com a interrupção forçada do mutirão, o coordenador de sinalização da Associação Trilha Transmantiqueira, Luiz Aragão, comemorou as ações em Ibitipoca. “Esse foi um dos nossos melhores seminários. O essencial para trilha emplacar é o envolvimento dos voluntários, dos atores locais. E em lugares onde o turismo já é consolidado, o engajamento costuma ser sempre maior, porque as pessoas entendem o potencial da trilha como atrativo. Além disso, é importante destacar o envolvimento da unidade de conservação, que é importantíssimo, tanto para trazer as pessoas quanto para abrir as portas para o projeto. Isso é fundamental e a gestão do Parque Estadual do Ibitipoca nos deu apoio total!”, pontuou Aragão. “Para que a grande rede de trilhas de longo curso que estamos construindo no Brasil funcione ela precisa ser gerenciada por voluntários que amem, que cuidem, que acreditem nesse projeto”, completa.

Novidades no Circuito do Pião

No pique dos novos atrativos, o Parque Estadual do Ibitipoca inaugurou no domingo uma trilha que levará os visitantes à três novos pontos de banho: a Cachoeira da Pedra Furada, o Poço Campari e a Cachoeira do Encanto. São cerca de 4 quilômetros da Portaria até as atrações. A novidade integrará o já existente Circuito do Pião, um dos menos visitados do parque.

Placa sinaliza os novos atrativos do Circuito do Pião, em Ibitipoca. Foto: Duda Menegassi


“O Circuito do Pião é pouco procurado quando comparado com o Circuito das Águas e o Circuito Janela do Céu. E é um circuito que até então não possuía possibilidade de banho e agora com esses três novos atrativos o visitante pode aproveitar na subida ou na descida de um banho de cachoeira. A ideia é que a gente tenha mais opções para visitação. A gente observa que tem uma grande procura pelo atrativo da Janela do Céu então estamos querendo desviar um pouco esse foco e distribuir melhor os visitantes pelo parque“, explica Clarice.

Além das cachoeiras, que prometem conquistar o coração dos visitantes, o destaque na inauguração foi a trilha em si. Idealizado após uma oficina de manejo sustentável de trilha, o caminho teve seu traçado e estruturas pensadas para gerar o menor impacto possível no ambiente e a maior sustentabilidade do circuito. O trabalho de manejo e construção das estruturas foi uma parceria entre a gestão do parque com guias, moradores e empreendedores locais.

Visitantes ‘estreiam’ a trilha inaugurada no domingo. Foto: Duda Menegassi

 

 

 

Comentários

comentários