Nesta sexta-feira, dia 29/06, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio), a Conservação Internacional e o Museu do Amanhã do Rio de Janeiro realizarão o I Encontro do Sistema Brasileiro de Trilhas de Longo Curso. O evento acontecerá no Museu do Amanhã, onde será apresentada uma visão geral do Sistema Brasileiro de Trilhas e das trilhas pelo coordenador-geral de Uso Público e Negócios do ICMBio, Pedro Menezes.

Também serão apresentados os estados de implementação atual da Trilha Transcarioca, do Caminho dos Goayses, do Caminho de Cora Coralina, da Trilha Missão Cruls e do Caminho dos Veadeiros, do Caminho das Araucárias (e da Travessia do Tabuleiro), da Trilha Transmantiqueira, dos Caminhos da Serra do Mar, da Trilha Transepinhaço e da Rota Darwin. O evento contará também com palestra de abertura de Marta Cabral, diretora da Rota Vicentina, uma das trilhas de longo curso mais bem-sucedidas da Europa.

O Sistema Brasileiro de Trilhas conta hoje com cerca de 1400 km de trilhas implementados e sinalizados com pegadas amarelas e pretas, de acordo com o Manual de Sinalização do ICMBio. Mais de 60% dos visitantes de unidades de conservação utilizam as trilhas como principal meio de recreação, seja para alcançar uma cachoeira ou um mirante, seja como um atrativo em si, quando o próprio passeio na trilha é o principal objetivo da visita. O Manual lança as bases para a criação de trilhas de longo curso a fim de que, a exemplo do National Trail System dos Estados Unidos, esses caminhos ecológicos também sirvam como conectores de paisagens entre as unidades de conservação e outras áreas.

 

*Com informações da Comunicação ICMBio

 

 

 

Comentários

comentários