O Programa é o resultado de uma parceria entre a WWF e dois ex-voluntários do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha unidade de conservação, ambientalistas que atuaram na ilha em 2014. Foto: Ana Carolina Grillo


Em abril foi lançado no Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha (PE) o programa Pequeno Guarda-Parque: uma ferramenta que pretende integrar crianças, jovens e suas famílias com a unidade de conservação e seus guarda-parques. O programa conta com uma cartilha que será distribuída para os visitantes do Parque que tenham entre 8 e 14 anos. Nela, o jovem visitante é convidado a preservar e a se responsabilizar pela a natureza a sua volta.

Capa da cartilha que será distribuída a crianças que visitam o Parque Nacional Marinho. Foto: Divulgação

Na cartilha, o jovem visitante pode se informar sobre o arquipélago – geologia, fauna, flora, história, cultura – e também preencher informações sobre os lugares que conheceu e aprender palavras-chave em um glossário. Há também outras atividades como perguntas, jogos, quizzies e desenhos para colorir. Na última página do livreto há um Certificado de Pequeno Guarda-Parque. Ao final da estadia e após fazer bem o “dever de casa”, as crianças recebem o certificado assinado por um legítimo guarda-parque.

“É um material maravilhoso para trabalhar a educação ambiental em Fernando de Noronha. O mais interessante é saber que os 5.000 exemplares serão distribuídos gratuitamente para todas as crianças da Escola Arquipélago e para os visitantes de fora”, avalia Luiza Sampaio, representante do WWF-Brasil no lançamento. “A qualidade do material é surpreendente, um ganho e exemplo para a conservação daqui. O que foi feito para conquistar crianças acaba conquistando também os adultos”, diz.

O Programa é o resultado de uma parceria entre a WWF e dois ex-voluntários da unidade de conservação, ambientalistas que atuaram na ilha em 2014. “O próximo passo é fazer uma segunda edição e desenvolver o projeto em outras Unidades de Conservação”, diz Lauro Narciso, um dos idealizadores.

 

*Com informações da WWF

 

 

 

Comentários

comentários