Reserva Particular do Patrimônio Natural Céu Estrelado. Foto: Fundação Florestal


Em cerimônia realizada na última quinta-feira (31), o Governo do Estado de São Paulo formalizou a efetivação de 4 reservas particulares de patrimônio natural: a Reserva Particular do Patrimônio Natural Céu Estrelado (SP), a Reserva Particular do Patrimônio Natural Copaíba (SP), a Reserva Particular do Patrimônio Natural Sítio das Pedras (SP) e a Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra da Bocaina (SP). Juntas, elas somam 140,09 hectares de áreas protegidas.

Atualmente, o território paulista tem 99 reservas particulares oficialmente reconhecidas, abrangendo uma área de 21.687,31 hectares de áreas protegidas. Do total, 47 unidades foram instituídas por meio do programa desenvolvido pela Fundação Florestal, com 17.292,24 hectares. O Programa Estadual de Apoio às RPPNs Paulistas busca estimular a criação e implementação de reservas no Estado, mediante uma série de ações de apoio e incentivo aos proprietários.

A iniciativa para criação de uma RPPN é ato voluntário de pessoas físicas ou jurídicas proprietárias de imóveis rurais ou urbanos que demonstram um potencial para a conservação da natureza. Conforme o Inventário Florestal do Estado, restam apenas 17,5% de vegetação natural no Estado de São Paulo, perfazendo área de 4,34 milhões de hectares. Desse total, cerca de 3,34 milhões de hectares são terras particulares.

Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra da Bocaina. Foto: Fundação Florestal

 

*com informações do Sistema Ambiental Paulista e do Estadão

 

 

Comentários

comentários