A nova espécie, Glaucomastix itabaianensis, foi batizada em referência à Serra de Itabaiana, seu habitat mais preservado.