Vista aérea da vegetação na Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra Bonita, em Camacan, Bahia. Foto: Renato Augusto Martins/Wikimedia Commons


Três novas reservas particulares do patrimônio natural (RPPNs) foram homologadas pelo Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio): a Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra Bonita IV (BA), a Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra Bonita V (BA)  e Reserva Particular do Patrimônio Natural Eldorado (RJ). Atualmente, são mais de 676 reservas particulares federais, que representam aproximadamente 500 mil hectares de áreas protegidas. Somadas às reservas estaduais e municipais, o total fica em mais de 1.400 reservas e 750 mil hectares de áreas sob proteção.

A Reserva Particular do Patrimônio Natural Serra Bonita IV cobre uma área total de mais de 51 hectares e a Serra Bonita V, mais 10,20 hectares. Ambas reservas são geridas pelo Instituto Uiraçu, por meio de acordos com os proprietários  das terras. A Reserva Serra Bonita é uma pioneira e inovadora iniciativa privada de conservação de florestas submontanas na região sul da Bahia, protegendo a Mata Atlântica brasileira. O trecho é a segunda maior área privada protegida do Corredor Central da Mata Atlântica. Trata-se de um “condomínio” de propriedades rurais de vários proprietários, contendo várias RPPNs, que conjuntamente formam 2.500 hectares.

O objetivo é expandir a proteção à totalidade da Serra Bonita, um dos últimos remanescentes de floresta submontana na região, que cobre uma área de cerca de 7.500 hectares, nos municípios de Camacan e Pau Brasil, Bahia.

No Rio de Janeiro, a Reserva Particular do Patrimônio Natural Eldorado, ocupa 140 hectares do Sítio Nossa Senhora da Conceição, localizada no município de Saquarema, Estado do Rio de Janeiro.


*Com informações do ICMBio

 

 

 

Comentários

comentários