04082015-baleias

Baleia-jubarte. As baleias buscam as águas cálidas do nosso litoral. Foto: ICMBio

Para fugir do inverno rigoroso da Antártida, nos meses de julho a novembro, baleias das espécies franca e jubarte viajam milhares de quilômetros para acasalar ou dar à luz seus filhotes em águas mais quentes. Neste período de reprodução, as águas da costa brasileira são um atrativo que mobiliza mais de 15 mil indivíduos destas espécies.

Através do Decreto nº 6.698/2008, as águas do litoral brasileiro são consideradas como Santuário de Baleias e Golfinhos, com fim de preservação e proteção destes animais. Apesar de ainda estarem ameaçados, graças a esta e outras leis protetoras, seu estado de conservação melhorou bastante nos últimos anos: a baleia-jubarte, por exemplo, deixou a Lista de Espécies da Fauna Brasileira Ameaçadas de Extinção em 2014 e hoje é considerada Quase Ameaçada (NT), segundo as categorias da União Internacional para a Conservação da Natureza (UICN).

As principais pontos de reprodução das baleias são a Área de Proteção Ambiental da Baleia Franca, no litoral catarinense, e o Parque Nacional Marinho dos Abrolhos, no sul da Bahia. Elas também costumam aparecer na região do Parque Nacional Marinho de Fernando de Noronha, em Pernambuco. 

Em função disto, o turismo de observação de baleias (ou whalewatching) tem aumentado bastante. A presença das baleias e suas acrobacias impressionantes são um espetáculo à parte para o público visitante desses locais.

 

* Com informações da Comunicação do ICMBio

 

 

 

Comentários

comentários