Mudanças entre as edições de "Parque Estadual de Paracatu"

m
 
Linha 22: Linha 22:
  
 
Estudos realizados indicaram a presença de mais de 40 famílias de aves, dentre elas algumas ameaçadas de extinção em Minas Gerais como a ema e a arara-canindé. Também foram observados no local mamíferos como gambá-orelha-branca, mão-pelada, anta, capivara, lobo-guará e tamanduá-mirim.
 
Estudos realizados indicaram a presença de mais de 40 famílias de aves, dentre elas algumas ameaçadas de extinção em Minas Gerais como a ema e a arara-canindé. Também foram observados no local mamíferos como gambá-orelha-branca, mão-pelada, anta, capivara, lobo-guará e tamanduá-mirim.
 +
É a única unidade de conservação de proteção integral onde ocorre o sapo endêmico Ischnocnema penaxavantinho.
 
|Sources=[http://ief.mg.gov.br/areas-protegidas/parques-estaduais/1412 Página do IEF]
 
|Sources=[http://ief.mg.gov.br/areas-protegidas/parques-estaduais/1412 Página do IEF]
 
+
[https://www.biotaxa.org/hn/article/view/32081/31397]
 
[http://www.ief.mg.gov.br/noticias/1/1165-reuniao-em-paracatu-esclarece-populacao-sobre-proposta-de-criacao-de-parque-estadual-na-cidade Matéria: ''Reunião em Paracatu esclarece população sobre proposta de criação de Parque Estadual na cidade'']
 
[http://www.ief.mg.gov.br/noticias/1/1165-reuniao-em-paracatu-esclarece-populacao-sobre-proposta-de-criacao-de-parque-estadual-na-cidade Matéria: ''Reunião em Paracatu esclarece população sobre proposta de criação de Parque Estadual na cidade'']
 
}}
 
}}
 
[[Categoria:Parque Estadual de Paracatu]]
 
[[Categoria:Parque Estadual de Paracatu]]
 
[[Categoria:Unidades de conservação]]
 
[[Categoria:Unidades de conservação]]

Edição atual tal como às 15h17min de 28 de fevereiro de 2018

Fique por dentro das novidades do Parque Estadual de Paracatu no Blog do WikiParques



Parque Estadual de Paracatu
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Minas Gerais
Município: Paracatu
Categoria: Parque
Bioma: Cerrado
Área: 6.400,3442 hectares
Diploma legal de criação: Decreto 45.567/2011 de 22/03/2011
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Estadual de Florestas – IEF/MG
Contatos: Núcleo Operacional de Paracatu - Rua Rio Grande do Sul, 1204, Bairro Fundos - (38) 3671-1714

Situado no Regional Noroeste
Rua Paracatu, 245, Centro - Unaí
(38)3676-6682

Índice

Localização

Como chegar

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

O parque foi criado para preservar as tipologias que ainda existem na região e garantir os recursos hídricos necessários ao abastecimento de água da cidade de Paracatu assim como assegurar a biodiversidade local, proporcionando regiões de corredores ecológicos e refugio para a fauna local, dada a fragmentação da paisagem da região.

Histórico

Atrações

Aspectos naturais

O principal rio de Paracatu dá nome à cidade e pertence à bacia do São Francisco e sub bacia do Paracatu, também á nome ao Parque. A área do parque compreende as microbacias do Ribeirão Santa Izabel e Córrego do Espalha. Há também o Rio São Marcos divisor interestadual com o município Goiano de Cristalina que deságua juntamente com seus afluentes na Bacia do Prata.

Relevo e clima

Clima

No Município verificam-se duas estações bem distintas, uma úmida, que corresponde ao verão, e outra seca, que corresponde ao inverno. A umidade relativa média anual chega a 71,6% e coeficiente de variação da precipitação anual 37,1%.

Fauna e flora

Fauna

Estudos realizados indicaram a presença de mais de 40 famílias de aves, dentre elas algumas ameaçadas de extinção em Minas Gerais como a ema e a arara-canindé. Também foram observados no local mamíferos como gambá-orelha-branca, mão-pelada, anta, capivara, lobo-guará e tamanduá-mirim. É a única unidade de conservação de proteção integral onde ocorre o sapo endêmico Ischnocnema penaxavantinho.

Problemas e ameaças

Fontes

Página do IEF [1] Matéria: Reunião em Paracatu esclarece população sobre proposta de criação de Parque Estadual na cidade