Estação Ecológica de Guaraqueçaba

A Estação Ecológica de Guaraqueçaba é uma unidade de conservação de proteção integral, de domínio público, sendo formada por manguezais, restingas e ilhas litorâneas. Tem como objetivos a preservação da natureza, a realização de pesquisas científicas e trabalhos de educação ambiental. Possui uma área total de 5.928 hectares e está totalmente inserida na Área de Proteção Ambiental de Guaraqueçaba. A Estação Ecológica de Guaraqueçaba é formada por 8 (oito) áreas, conforme se segue: Manguezais situados a Oeste da Baía dos Pinheiros; Ilha das Laranjeiras; Ilhas do Rabelo e Ilha do Pavoçá; Ilha do Sambaqui; Manguezais ao norte da Baía de Guaraqueçaba; Manguezais situados a oeste da Enseada do Benito; Ilha das Bananas (Sul da Baía das Laranjeiras) e Ilha da Galheta.

Fique por dentro das novidades da Estação Ecológica de Guaraqueçaba no Blog do WikiParques


Estação Ecológica de Guaraqueçaba
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Parana
Município: Guaraqueçaba
Categoria: Estação Ecológica
Bioma: Marinho Costeiro
Área: 4.370,15 hectares
Diploma legal de criação:

Decreto nº 87.222 de 31 de maio de 1982 (Criação)
Decreto nº 93.053 de 31 de julho de 1986 (Ampliação)
Lei 9.513 de 20 de novembro de 1997 (Revisão dos limites)

Coordenação regional / Vinculação: Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade

CR9 – Florianópolis

Contatos:

Gestor: Aroldo Correa da Fonseca
Endereço: Rua Paulo Miranda, 10
CEP: 83390000
Bairro: Centro
UF: PR
Cidade: Guaraqueçaba
Telefone: (41) 34821286
E-mail: aroldo.fonseca@icmbio.gov.br

Índice

Localização

Como chegar

Ingressos

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Preservação da natureza e a realização de pesquisas científicas.

Histórico

Atrações

Aspectos naturais

Os manguezais da Estação Ecológica de Guaraqueçaba apresentam marcada heterogeneidade estrutural, constituindo tanto bosques mono como pluriespecíficos, com estruturas fisiográficas que variam de mono a pluriestratificadas. Sua diferenciação estrutural e funcional os enquadra em três tipos gerais de formações locais: - povoamentos subfrutescentes; - povoamentos cerrados - povoamentos de franja

Relevo e clima

Relevo

Grande planície de relevo plano formado por sedimentos inconsolidados de origem continental e marinha, depositados nas áreas baixas durante os períodos de regressão marinha, formando as denominadas planícies aluviais (terraços de cascalhos, várzeas, etc.).

O solo é alagado, salino, rico em nutrientes e em matéria orgânica. O tipo predominante é o solo indiscriminado de mangue. Têm como características peculiares a baixa consistência, altos percentuais de sódio e presença de água sulfidrica.

Geologia

Depósitos de sedimentos marinhos, representados pelas planícies de restinga e cordões de areia paralelos a linha da costa. Há ainda depósitos de sedimentos finos e matéria orgânica que beiram a baía de Guaraqueçaba. Estas áreas estão sujeitas as variações das marés, o que lhes confere um caráter especial no que diz respeito à salinidade das águas, condicionando o tipo de vegetação e toda a biota.

Hidrologia

A UC está localizada nas enseadas do Benito (confluência da foz dos rios Tagaçaba e Serra Negra) e do Itaqui (confluência da foz dos rios Pacotuva e Boquaçu) e na foz dos rios Ipanema, Guaraqueçaba, Poruquara, Birigui e Sabuí. Além destes estuários, há ainda inúmeros canais de marés e furos.

Fauna e flora

Flora

Na Estação Ecológica as espécies Rhizophora mangle, Laguncularia racemosa e Avicennia schaueriana, principais árvores do mangue, florescem de março a outubro e seus arranjos espaciais variáveis raramente apresentam zonação evidente. Quando há zonação bem definida, R. mangle pode ser encontrada ocupando as áreas marginais próximo aos rios e gamboa.

Problemas e ameaças

Fontes

Página do CNUC
Página do ICMBio