Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira

Fique por dentro das novidades do Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira no Blog do WikiParques


Parque Estadual Turístico do Alto Ribeira
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Sao Paulo
Município: Iporanga
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 35.772 ha
Diploma legal de criação: Decreto nº 32.283 de 19/05/1958.
Coordenação regional / Vinculação: Secretaria de Meio Ambiente do Estado de São Paulo.
Contatos: Telefones para informação: (15) 3552-1875

Endereço: Av. Isidoro Alpheu Santiago, 364 - Fepasa - Apiaí/SP - CEP 18320-000.

E-mail: petar@fflorestal.sp.gov.br

Gestor (a): Rodrigo José Silva Aguiar

Índice

Localização

Vale do Ribeira/SP – Sede esta localizado em Apiaí/SP – 330km da capital 330km de SP.

Como chegar

O Parque está situado a 330 km de São Paulo e 196 km de Curitiba, podendo ser alcançado tanto pelo Vale do Ribeira, pela Rodovia Régis Bittencourt, ou pelo Vale do Alto Paranapanema, pelas rodovias Castelo Branco e Raposo Tavares (SP-280 e SP-270).

Até a sede em Apiaí: asfalto via SP-250 e asfalto e terra via Régis Bittencourt. Da sede em Apiaí para os Núcleos Santana, Ouro Grosso, Casa de Pedra e Caboclos o acesso é por estrada de terra.

Ingressos

O Parque funciona de terça-feira a domingo das 8 às 17h.

Ingresso: R$ 12,00 por pessoa

Crianças de até 12 anos, adultos com mais de 60 e pessoas com deficiência também não pagam. Estudantes pagam meia entrada, mediante apresentação de documento.

Estacionamento: R$ 6,00 por automóvel / R$ 4,00 por motocicleta / R$ 12,00 por ônibus

Acesso pela Av. Isidoro Alpheu Santiago, 364-Fepasa - Apiaí/SP

Onde ficar

A região contém agências locais ou receptivas e oferecem as atividades no PETAR e no entorno. Todas se concentram em Iporanga. São cerca de 05 empresas locais.

A maioria oferece passeios completos com guias (monitores ambientais), equipamentos, hospedagem e seguro. Duas das empresas possuem certificado de suas atividades de acordo com a Norma Abnt NBR 15331 – Sistema de Gestão da Segurança. Garantia extra de qualidade.

Objetivos específicos da unidade

Promover a preservação das belezas naturais existentes na região abrangida pelos Municípios de Apiaí e Iporanga bem como de possibilitar a formação de um refúgio para a defesa do remanescente da fauna e da flora que aí se encontram.

Histórico

As bases para a criação do PETAR datam desde o início do século XX, ocasião em que foram iniciados os levantamentos e pesquisas sobre o riquíssimo patrimônio espeleológico existente na região do Vale do Ribeira, resultando na aquisição de 10 grutas pelo Governo do Estado de São Paulo. O parque foi criado pelo Decreto Estadual nº 32.283 de 19 de maio de 1958, com área de 35.772,5 hectares, abrangendo os municípios de Apiaí e Iporanga, O nome Parque Estadual Turístico do Alto do Ribeira (PETAR) só surgiu em novembro de 1960, quando uma Lei Estadual decretou que a área eram terras e de conservação permanente.

Atrações

A UC tem como principais atrativos as trilhas: Portal Casa de Pedra, Figueira, do Chapéu, do Betari, do morro Preto-Couto, Retorno da Caverna Couto.

Outros atrativos como: Casa de Pedra: sítios arqueológicos;

Ouro Grosso: Museu da cultura tradicional, casa de tráfico de farinha, monjolos e moenda de cana;

Santana: Sambaquis na Caverna Morro Preto vestígios de habitação de povos primitivos;

Caboclos: Ruínas da primeira usina de fundição de chumbo do Brasil.

O Parque ainda conta com várias cavernas que podem ser visitadas como: a Caverna de Santana, Morro Preto, Couto, Água Suja, Ouro Grosso, Alambari de Baixo, do Chapéu, Temimina.

É obrigatório estar com Monitor Ambiental Local credenciado em todas as cavernas e na grande maioria dos atrativos;

Aspectos naturais

O Parque tem sua área coberta pela densa e exuberante vegetação da Mata Atlântica e integra a Zona Núcleo da Reserva da Biosfera. Considerado como Sítio do Patrimônio Natural da Humanidade, pois reúne uma das áreas de Mata Atlântica mais preservada do Brasil.

O PETAR faz parte do Mosaico de Unidades de Conservação do Paranapiacaba, composto ainda pelo Parque Estadual Intervales, Parque Estadual Carlos Botelho, Parque Estadual Nascentes do Paranapanema, Estação Ecológica Xitué e Área de Proteção Ambiental Estadual da Serra do Mar.

O parque é dividido em quatro núcleos: Santana, Ouro Grosso e Casa de Pedra, em Iporanga, e Caboclos, em Apiaí.

Relevo e clima

O relevo é montanhoso e o clima é subtropical, com temperaturas médias: verão, 25ºC; inverno, 18ºC.

Fauna e flora

No Petar encontram-se várias espécies de aves (Socó Boi Escuro – Tigrisoma fasciatum, Gavião de Penacho – Spizaetus ornatus), mamíferos de grande porte: como pacas, antas e bugios; e muitas espécies de bromélias, orquídeas e uma das espécies mais importantes da Mata Atlântica, o Palmito Juçara – Euterpe edulis. Além é claro de uma imensa quantidade de córregos e rios com águas cristalinas.

Problemas e ameaças

Fontes

http://www.ambiente.sp.gov.br/petar/

http://www.petaronline.com.br/petar/