Parque Estadual de Palmas




Parque Estadual de Palmas
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Parana
Município: Palmas
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 180,12 hectares
Diploma legal de criação: Decreto 1530 de 02 de outubro de 2007
Coordenação regional / Vinculação: Instituto Ambiental do Paraná
Contatos: Unidade de Conservação:

Endereço: Rua Engenheiros Rebouças 1206 - Rebouças/IAP/DIBAP - Curitiba/PR CEP: 80.215-100

E-mail: 1. ucsparana@iap.pr.gov.br Telefone: 1. (41) 3213-3462

Índice

Localização

Porcao sudoeste do 3 planalto.

Como chegar

Distando 380km de Curitiba, a capital do Estado, Pamas, tem acesso pelo seguinte itinerário: pela BR 280 até Horizonte, pela BR 153 até União da Vitória e pela BR 476 até chegar em Curitiba, sendo todas estas rodovias pavimentadas. Liga ao norte do Estado pela PR 170.

O Parque Estadual de Palmas dista 2 km do centro da cidade de Palmas e sua ligação é feita através de rua não pavimentada.

Ingressos

O Parque não está aberto à visitação.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Proteger os ecossistemas da região, prezando pelos remanescentes de campos nativos e florestas de araucárias bem como a realização de atividades de educação ambiental, conscientização, pesquisas científicas e turismo sustentável.

Histórico

O Parque Estadual de Palmas foi criado através do Decreto 1.530 em 2 de outubro de 2007. A região de Palmas foi descoberta, segundo alguns historiadores, em decorrência das expedições dos bandeirantes datada já no início do século XVIII.

Atrações

Os ecossistemas da região é um grande atrativo para os visitantes, além das trilhas existentes no parque.

Aspectos naturais

O Parque Estadual de Palmas tem sua área banhada por dois rios: O Caldeiras, com aproximadamente 2,0 km de extensão, passando a nordeste do Parque; e o Lageado da Cidade, com aproximadamente 2,05 km de extensão, passando a noroeste.

A unidade de conservação apresenta atualmente uma cobertura vegetal que fitofisionomicamente representa com fidelidade a região dos campos planálticos sul brasileiros. Tem característica de Floresta com Araucária (Floresta Ombrófila Mista Montana).

Relevo e clima

O Parque localiza-se numa área de campo correspondente do Terceiro Planalto (planalto de Trapp do Paraná) na sub-divisão denominada vertentes do Planalto de Palmas e conta com relevo suave-ondulado a ondulado.

Floresta de clima subtropical, permanentemente úmido, com invernos frios, com formação de geadas e até precipitações de neve em ocasiões de muito frio.

Fauna e flora

A fauna apre senta importantes espécies raras: jaguatirica, gato do mato, gambás, capivara, tatu, cutia, bugio e lebre. Entre as aves: codornas, perdizes, pombas, gralha azul e branca, tirivas, quero-quero, papagaios e maracanas, alem de cobras e lagartos diversos. Area com mata e campos nativos, formada por grande reserva remanescente de pinheiros araucaria.

Problemas e ameaças

Conflita a ideia e objetivos basicos de manejo do parque, a atividade de viveiro florestal. - o roubo dos pinhões

Fontes

http://www.mma.gov.br/areas-protegidas/cadastro-nacional-de-ucs/consulta-por-uc

Plano de Manejo: http://www.iap.pr.gov.br/arquivos/File/Plano_de_Manejo/PE_Palmas/PM_-_PE_Palmas.pdf