Parque Estadual do Aratu




Parque Estadual do Aratu
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Paraiba
Município: João Pessoa
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 341 hectares
Diploma legal de criação: Criado pelo Decreto Estadual n° 23.838, de 27 de dezembro de 2002. Revisão de limites pelo Decreto Estadual n° 28.086, de 31 de março de 2007.
Coordenação regional / Vinculação: Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba
Contatos: Superintendência de Administração do Meio Ambiente da Paraíba

Telefone: (83) 3218-5627

Unidade de Conservação do Parque Estadual do Aratu

E-mail: ceasudemapb@gmail.com Telefone: (83) 3218-5627

Índice

Localização

O parque está localizado próximo ao litoral sul de João Pessoa, dentro do perímetro urbano da cidade.

Como chegar

Ingressos

Não há cobrança de ingresso, porém a visitação ainda não é manejada e não existe infraestrutura de apoio e controle da visitação no parque.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Proteger a beleza cênica da região; preservar a biodiversidade e os ecossistemas naturais admitindo o uso indireto e controlado dos recursos; Proteger espécies raras, endêmicas, vulneráveis ou em perigo de extinsão; Possibilitar a realização de estudos, pesquisas e trabalhos de interesse científico; Oferecer condições para recreação, turismo, e a realização de atividades educativas e de consciência ecológica.

Histórico

Criado em 2002, o Parque Estadual do Aratu, também conhecido como Parque da Mata do Aratu, faz parte de um projeto para áreas verdes na cidade de João Pessoa que visa conter o crescimento urbano desordenado na capital paraibana.

O projeto compõe o Plano Municipal da Mata Atlântica, uma iniciativa do Sistema Municipal de Áreas Protegidas (Smap) e da Prefeitura de João Pessoa, por meio da Secretaria de Meio Ambiente (Semam). Nos estudos realizados pela Semam, foram destacadas 20 áreas prioritárias para conservação, que são a Mata do Buraquinho, do Jacarapé, Sítio da Graça, desembocadura do Rio Cuiá, Horto Florestal Municipal Cidade Verde, Campo dos Escoteiros, Mata do Timbó, Sítio Betel, fazenda Mumbaba, manguezais dos rios Paraíba e Sanhauá, Rio Gramame, manguezal do Bessa, Parque Lauro Pires Xavier, Parque do Cabo Branco, Parque Estadual Aratu, Parque Estadual Jacarapé, Parque Zoobotânico Arruda Câmara, Parque Ecológico Jaguaribe e Parque Natural Municipal do Cuiá. Nessas áreas são desenvolvidas ações de proteção e recuperação como fiscalização ambiental, plantio nas margens de rios e áreas degradadas e sinalização e compensação ambiental.

O Parque ainda não possui Plano de Manejo.

Atrações

Aspectos naturais

Relevo e clima

Fauna e flora

Problemas e ameaças

Fontes

http://sistemas.mma.gov.br/cnuc/index.php?ido=relatorioparametrizado.exibeRelatorio&relatorioPadrao=true&idUc=2333

http://www.joaopessoa.pb.gov.br/prefeitura-apresenta-projeto-de-parques-e-areas-verdes-na-camara/