Parque Estadual do Jaraguá

Fique por dentro das novidades do Parque Estadual do Jaraguá no Blog do WikiParques


Carregando mapa...
Parque Estadual do Jaraguá
Esfera Administrativa: Estadual
Estado: Sao Paulo
Município: São Paulo
Categoria: Parque
Bioma: Mata Atlântica
Área: 492,68 hectares
Diploma legal de criação: Decreto nº 38391, de 03/05/1961.
Coordenação regional / Vinculação: Fundação para Conservação e a Produção Florestal do Estado de São Paulo.
Contatos: Endereço: Rua Antônio Cardoso Nogueira, 539 - Anhanguera - São Paulo/SP

CEP: 51.840-00

E-mail: 1. pe.jaragua@fflorestal.sp.gov.br 2. pejaragua@gmail.com

Telefone: 1. (11) 3941-2162 2. (11) 3943-5222

Índice

Localização

O Parque Estadual do Jaraguá está localizado entre as coordenadas 23º27’30”de latitude sul e 46º45’55”de longitude e oeste e encontra-se inserido em grande parte na bacia hidrográfica do rio Tietê (UGRHI 6), nas escarpas e reversos da Serra do Mar e da Mantiqueira, que constituem o denominado Planalto Atlântico. Com 492,68ha e altitude média de 900m, está situado no noroeste do município de São Paulo, em um dos principais eixos de expansão urbana da RMSP, no limite como município de Osasco.

Como chegar

Pelo KM 18 Via Anhanguera – Acesso de ônibus e trem

Linhas:

   8040 – Lapa – Sol Nascente
   8047 – Lapa- Jaraguá
   8696 – Praça Ramos – Jaraguá
   Estação: Vila Clarice – Linha 7 Rubi da CPTM, com destino a Francisco Morato

Ingressos

Dias e horário de funcionamento: O parque inicia as atividades de visitação pública às 7h00 e encerra às 17h00. No horário de verão o encerramento é estendido até às 18h00. Trilhas possuem acesso permitido até as 16h00, e no horário de verão às 17h00. Para a prática de cicloturismo e caminhadas é permitida a entrada às 6h00, mediante cadastro na sede administrativa da unidade. Ressaltamos que por questões de segurança nenhum visitante pode permanecer no parque após o horário de encerramento.

Onde ficar

Objetivos específicos da unidade

Preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e o desenvolvimento de atividades de educação e e interpretação ambiental, de recreação em contato com a natureza e de turismo ecológico.

Histórico

As primeiras expedições na região ocorrem no final do séc. XVI, quando o então governador da província Martim Afonso de Souza, descobriu os primeiros indícios de ouro no Brasil, contribuindo para o inicio do ciclo do ouro na região do Jaraguá. Porém somente após alguns anos o bandeirante Afonso Sardinha conseguiu se estabelecer no local e construir o Grande Casarão Bandeirista e o tanque de lavagem de ouro que ainda hoje existem como testemunho da exploração aurifera. A profusão de ouro retirado das minas do Jaraguá rendeu-lhe o apelido de Peru-do-Brasil. A exploração do ouro se estendeu até meados do século XIX, quando a atividade econômica principal passou a ser o cultivo do café.

A partir daí, a fazenda Jaraguá passa por vários proprietários até 1940, quando foi adquirida pelo Governo do Estado de São Paulo. Em 03 de maio de 1961 foi criado o Parque Estadual do Jaraguá.

Atualmente Fundação Florestal é responsável pela gestão desta Unidade de Conservação de Proteção Integral, tendo como principais atribuições: proteger seus Recursos Naturais, incentivar a Pesquisa e promover a Educação Ambiental.

Atrações

Entre as atrações do PEJ encontramos: Pico do Jaraguá e o Pico do Papagaio, Casarão Afonso Sardinha, Tanque de Lavagem de ouro e algumas trilhas:


Trilha do Silêncio

   Distância: 828m (ida e volta)
   Duração: 30 min
   Dificuldade: Baixa
   A trilha leva esse nome devido à vegetação densa que abafa grande parte dos ruídos produzidos pelas rodovias que cercam o Parque. Trilha linear no interior da floresta próximo ao auditório. É adaptado para visitantes deficientes físicos e com mobilidade reduzida. Indicação: Para todas as idades. Propícia para crianças, grupos de terceira idade e pessoas com necessidades especiais.


Trilha do Lago

   Distância: 1000 metros (ida e volta)
   Duração: 20 min
   Dificuldade: Baixa
   Circuito de paralelepípedo no arredor do lago onde se localizam áreas de descanso e área de ginástica. Indicação: Para crianças de 8 à 11 anos e adultos


Trilha da Bica

   Distância: 1500 metros (ida e volta)
   Duração: 45 min
   Dificuldade: Média
   A Trilha da Bica como o próprio nome sugere, conduz o visitante até uma bica d‟água  teve seu percurso original modificado devido à necessidade de recuperação de trechos com processos erosivos. Propícia para pessoas acima de oito anos.


Trilha do Pai Zé

   Distância: 3600 metros (ida e volta)
   Duração: 2h30
   Dificuldade: Alta
   Por meio desta trilha percorre-se toda variação de altitude que liga a parte baixa à parte alta do Parque Estadual Jaraguá. A vegetação é caracterizada como Mata Atlântica (Floresta Ombrofila Densa) e Savana-Arborisada, onde é possível observar a transição entre as duas fisionomias vegetais. Indicação: Propícia para pessoas com idade superior a oito anos.

Aspectos naturais

A região está situada nas bordas da Bacia Sedimentar de São Paulo. A área da bacia constitui-se de de níveis topográficos diversos, proporcionando diferentes feições ao terreno, onde aparecem, de modo alternado, planícies fluviais, terraços de deposição fluvial, colinas terraceadas, colinas de feições tabulares, patamares e rampas, além de maciços residuais, como o Pico do Jaraguá, ponto mais alto da região, com 1.135m de altitude, o qual está no interior do Parque.

Relevo e clima

Nota-se a presença de rochas migmatíticas heterogêneas em relevos bastante variados de morrotes, morros altos e médios com moderados a intensos processos de dissecação, média a alta declividade, argissolos, cambissolos e alguns setores de latossolos, além da elevada densidade de drenagem.

O clima da região é o tropical de altitude.

Fauna e flora

Nas trilhas do Parque é possível observar espécimes nativos de flora e fauna, como macaco-prego, tucano-do-bico-verde, bicho-preguiça, palmito-juçara, guapuruvus, ipê-amarelo, pau-d’alho, dentre outros.

Problemas e ameaças

O PEJ enfrenta problemas com a elevada abundância de espécies exóticas que requer maior rigor no seu controle e isso aumenta os custos de manejo. Outro problema está na realização de fogueiras, que podem desencadear em incêndio.

Fontes

Sistema Ambiental Paulista http://www.ambiente.sp.gov.br/parque-estadual-do-jaragua/sobre-o-parque/