Parque Nacional Nascentes do Lago Jarí



Carregando mapa...
Parque Nacional Nascentes do Lago Jarí
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Amazonas
Município: Tapauá e Beruri
Categoria: Parque
Bioma: Amazônia
Área: 812.141 hectares
Diploma legal de criação: Decreto s/n° de 8 de maio de 2008.
Coordenação regional / Vinculação: Parna federal, órgão gestor ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade)
Contatos: Email: luiz.condrati@icmbio.gov.br

Índice

Localização

Situado nos municípios de Tapauá e Beruri no Amazonas.

Como chegar

---

Ingressos

---

Onde ficar

---

Objetivos específicos da unidade

Tem como objetivo preservar uma importante amostra de ecossistema, deter os impactos negativos na biodiversidade decorrentes da pavimentação da rodovia BR-319, que liga Manaus a Porto Velho.

Os objetivos da UC incluem a proteção e a conservação da biodiversidade por possuir espécies de plantas e animais de alta importância social cultural ou econômica. A UC possui ainda um alto valor educacional e científico.

Histórico

O Parque Nacional Nascentes do Lago Jarí foi criado em 2008 para proteção da bacia do rio Jarí e diminuição do impacto ambiental provocado pela reabertura da rodovia BR-319, que liga Manaus a Porto Velho.

No início de 2012, a UC entrou em fase de elaboração de manejo para orientar as gestão da área. O licenciamento ambiental ainda não foi liberado pelo Ibama.

O objetivo é regulamentar todas a unidade, desenvolver o zoneamento, definir as áreas contempladas pelo manejo, realizar diagnósticos socioambientais e estudos socieconômicos de todo o interflúvio da área de influência das unidades Purus-Madeira.

Atrações

---

Aspectos naturais

O Parna integra um importante corredor ecológico na Amazônia, composto pelos rios Purus e Madeira e faz ainda a ligação com outras áreas de preservação natural como: a Terra Indígena Apurinã do Igarapé Tauamirim, a Reserva Biológica de Abufari e a Reserva de Desenvolvimento Sustentável Piagaçu-Purus, áreas situadas ao longo do rio Purus.

A área no interflúvio Purus-Madeira é considerada de alta prioridade para a conservação.

Apesar da alta relevância biológica desta área, ainda existe uma lacuna no conhecimento de espécies.

Relevo e clima

---

Fauna e flora

Foram encontradas na bacia do igarapé Jacinto 57 espécies, das quais 26 anuros, 15 lagartos, 12 serpentes, dois jacarés e duas tartarugas.

Problemas e ameaças

---

Fontes

http://observatorio.wwf.org.br/unidades/cadastro/397/

Decreto criação: http://observatorio.wwf.org.br/site_media/upload/gestao/documentos/nascentes_jari.pdf

http://www.icmbio.gov.br/portal/o-que-fazemos/pesquisa-e-monitoramento/projetos-apoiados/2010/351-parna-nascentes-do-lago-jari-distribuicao-e-abundancia-de-especies-da-herpetofauna.html

http://www.brasil.gov.br/localizacao/parques-nacionais-e-reservas-ambientais/parque-nacional-nascentes-do-lago-jari-am

http://casa-civil.jusbrasil.com.br/noticias/2237/criado-o-parque-nacional-nascentes-do-lago-jari

http://acritica.uol.com.br/amazonia/ICMBio-iniciar-estudos-conservacao-BR-319_0_587941392.html