Parque Nacional Serra do Divisor



Carregando mapa...
Parque Nacional Serra do Divisor
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Acre
Município: Cruzeiro do Sul, Port Walter, Mâncio Lima, Marecha Thaumaturgo e Rodigues Alves
Categoria: Parque
Bioma: Amazônia
Área: 837.555 hectares
Diploma legal de criação: Decreto n° 97.839 de 16 de junho de 1989.
Coordenação regional / Vinculação: Parna federal, órgão gestor ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade)
Contatos: Tel: (68) 3322-7851 / 1203

Endereço sede: Rua Jamináuas, 1.556

Cruzeiro do Sul, Acre

CEP: 69.980-000

Email: pnsdc.ac@gmail.com

Índice

Localização

O Parque situa-se no extremo oeste do Acre. É o ponto mais Ocidental do país e abrange os municípios de Cruzeiro do Sul, Port Walter, Mâncio Lima, Marecha Thaumaturgo e Rodigues Alves.

Como chegar

O local é de difícil acesso e a infraestrutura para o turismo na região não é desenvolvida.

Da capital Rio Branco, existem voos para Cruzeiro do Sul com duração de 1h30. De lá, a principal via de acesso é fluvial pelo Rio Moa e leva cerca de 6 horas.

Na vazante, quando o rio está menos cheio, o trajeto pode ser ainda mais demorado. No verão amazônico, que ocorre entre os meses de junho e setembro, chove pouco e o Rio Moa fica baixo, tornando a navegação entre os atrativos mais demorada. No resto do ano, o rio fica mais volumoso, porém a chuva é abundante.

Ingressos

---

Onde ficar

---

Objetivos específicos da unidade

A UC tem como objetivo a proteção a ecossistemas endêmicos e representativos do bioma Amazônia, do Complexo Fisiográfico da Serra do Divisor (que reúne a Formação Rio Azul, Formação Môa e Formação Divisor que formam a Serra da Jaquirana, Serra do Môa, Serra do Juruá- Mirim e Serra do Rio Branco).

O Parque pretende preservar a riqueza florística das tipologias vegetais do PNSD, cujos valores observados estão entre os mais altos já encontrados na Amazônia Brasileira. Além de proteger a diversidade biológica atuando como um banco genético para a ciência e os sítios paleontológicos localizados no Rio Juruá e seus afluentes.

Histórico

No interior do Parque, na margem direita do rio Môa habita a população indígena Nukini. Tem-se registros da existência de fósseis nas margens do rio Juruá, tanto na área do Parque como na margem direita. O nome da unidade originou-se de uma importante característica geomorfológica que existe na área que é o divisor de águas das bacias hidrográficas do Médio Vale do Rio Ucayali (Peru) e a do Alto Vale do Rio Juruá (Acre/Brasil).

O nome Divisor é pelo fato da localização do parque, no trecho que divide as águas entre as bacias hidrográficas do Vale do Médio Rio Ucayali (Peru) e do Alto Rio Juruá. As serras apresentam regiões alagadas, igapós, igarapés e lagos fluviais.

Atrações

O rio Juruá, um dos principais afluentes do Rio Amazonas e uma de suas atrações naturais, assim como o planalto composto pelas Serras da Jaquirana, do Moa, do Joá-Mirim e Rio Branco.

Aspectos naturais

Este é o quarto maior Parque Nacional do Brasil. A Serra do Divisor é a única cadeia de montanhas acreanas e é marco divisório das bacias d’água dos rios Ucayali (Peru) e Juruá (Brasil).

Grande parte de seu território é preservado. A floresta tropical aberta é o tipo de vegetação predominante.

Relevo e clima

O clima da região é tropical, quente e úmido, com temperatura média anual de 24°C. Os meses mais secos são agosto e setembro. O Parque pode ser visitado sem restrição durante o ano todo.

Fauna e flora

A fauna local apresenta cerca de 30 espécies ameaçadas, além de 485 espécies diferentes de pássaros. A maior parte da área é coberta de Floresta Tropical Aberta. A Floresta de Cipó caracteriza-se pelo espaçamento entre as árvores com as espécies juá, castanha-de-periquito, taperebá e inharé. Já a Floresta de Palmeira apresenta densidade de grupamentos das diversas espécies de Palmeiras, como a paxiúba-lisa, patauá, açaí, jaci, murumuru, paxiúba-barriguda, inajá e jarima

Em 2011 uma nova espécie de borboleta foi descoberta na região.

Problemas e ameaças

Algumas das pressões que a UC enfrenta são a ocupação humana, o extrativismo de madeira e outros produtos florestais, agricultura, pecuária, desmatamento, caça, pesca, comercialização de peles, extração de fósseis e mudanças artificiais nos cursos dos rios.

Fontes

http://observatorio.wwf.org.br/unidades/cadastro/346/

http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/amazonia/unidades-de-conservacao-amazonia/1974

Decreto de Criação: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/decreto/Antigos/D97839.htm

http://www.brasil.gov.br/localizacao/parques-nacionais-e-reservas-ambientais/parque-nacional-da-serra-do-divisor-2013-ac

http://ecoviagem.uol.com.br/brasil/acre/parque-nacional/serra-do-divisor/

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/meio-ambiente-parques-nacionais-brasileiros/parque-nacional-da-serra-do-divisor.php

http://www.agencia.ac.gov.br/index.php/noticias/turismo/24753-serra-do-divisor-um-brasil-desconhecido.html

http://parnadivisor.blogspot.com.br/