Parque Nacional do Rio Novo



Carregando mapa...
Parque Nacional do Rio Novo
Esfera Administrativa: Federal
Estado: Para
Município: Itaituba, Jacareacanga e Novo Progresso
Categoria: Parque
Bioma: Amazônia
Área: 538.151 hectares
Diploma legal de criação: Decreto s/n° de 13 de fevereiro de 2006.
Coordenação regional / Vinculação: Parna federal, órgão gestor ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade)
Contatos: Endereço sede: Av. Marechal Rondon, s/n°

Aeroporto Velho, Itaituba, Pará
CEP: 68.181-010

Índice

Localização

O Parque está localizado na região dos municípios de Itaituba, Jacareacanga e Novo Progresso, a 1.600 quilômetros de distância da capital paraense, Belém.

Como chegar

---

Ingressos

No Parque, as principais visitações são de pesquisadores para estudo do bioma local.

Onde ficar

---

Objetivos específicos da unidade

O Parque Nacional tem como objetivo básico a preservação de ecossistemas naturais de grande relevância ecológica e beleza cênica, possibilitando a realização de pesquisas científicas e de turismo ecológico.

Histórico

---

Atrações

O Sudoeste do Pará tem potencial para o ecoturismo, mas sua prática ainda é incipiente.

Aspectos naturais

A UC foi constituída para a proteção da flora e fauna da região pertencente à Floresta Amazônica de transição.

Relevo e clima

---

Fauna e flora

---

Problemas e ameaças

Um dos problemas é a difícil gestão do parque, dado que as comunidades locais não apóiam os objetivos da UC e as grandes distância, assim como a falta de servidores impedem a administração da unidade.

A extração mineral tem um impacto severo sobre a região a longo prazo.

Fontes

http://observatorio.wwf.org.br/unidades/cadastro/366/

http://www.brasil.gov.br/localizacao/parques-nacionais-e-reservas-ambientais/parque-nacional-do-rio-novo-pa


http://www.icmbio.gov.br/portal/biodiversidade/unidades-de-conservacao/biomas-brasileiros/amazonia/unidades-de-conservacao-amazonia/1986-parna-do-rio-novo.html

Decreto de criação: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_Ato2004-2006/2006/Dnn/Dnn10773.htm

http://www.oeco.org.br/monitor/18474-oeco28451